25 de novembro de 2021 Atualizado 14:41

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Futebol

Após Xavi e Daniel Alves, presidente do Barça sonha com o retorno de Iniesta

Joan Laporta não detalhou plano, mas ideia é repatriar meia que está atuando no futebol japonês, mas que fez história no clube espanhol

Por Assessoria

25 nov 2021 às 14:38 • Última atualização 25 nov 2021 às 14:39

O Barcelona está passando por uma revolução. O clube, que vive uma crise financeira e busca se reorganizar no cenário europeu, tem focado sua reformulação na aposta em jogadores e ex-jogadores consagrados. A ideia é retomar a fórmula que deu ao time catalão o status de um dos melhores clubes do mundo, sucesso de apostadores que buscavam bônus sem depósito de olho nas partidas do clube.

A melhor fase do Barcelona, com Pep Guardiola, teve jogadores consagrados, como Xavi, Daniel Alves, Iniesta e Messi. Passados alguns anos, o atual presidente do clube, Joan Laporta, está tentando reeditar essas parcerias para recuperar a importância do time. Xavi já é o novo treinador e Daniel Alves foi apresentado fazendo juras de amor ao Barça.

O próximo da lista pode ser Andrés Iniesta, meio-campista espanhol que, ao lado de Xavi, formou uma das melhores duplas já vistas na história do futebol. A ideia da diretoria é retomar essa parceria, mas os moldes ainda não estão bem definidos. Enquanto Xavi já se aposentou, Iniesta está com 37 anos e atual no Vissel Kobe, do Japão.

“O regresso de Iniesta é possível, não nego isso. Todos os catalães estão entusiasmados com o retorno dos grandes jogadores, mas não posso prever o futuro. Ele é um jogador que torna o clube gigante, mas têm contrato com outra equipe, mas na vida nunca se sabe”, afirmou o dirigente, que também colocou Lionel Messi na roda.

O argentino assinou com o PSG na atual temporada, mas já fez juras de amor ao Barcelona mesmo estando fora do clube catalão. Além disso, Messi gostaria de ficar na Espanha, mas foi impedido pelo fair play financeiro da Liga Espanhola, que limitou os gastos do Barça com salários e premiação de jogadores, diante da crise financeira que o clube atravessa.

Iniesta está na reta final da temporada com Vissel Kobe e sua intenção é cumprir o contrato com a equipe japonesa, com a qual assinou até 2023. O jogador voltará a Barcelona para passar as férias de Natal e em janeiro deverá regressar ao Japão com a intenção de cumprir o contrato que tem com o clube oriental.

Segundo o jornal Sport, a diretoria espanhola tentará um contato com o jogador nesse período, mas considera difícil uma negociação. Iniesta está com 37 anos e tem seu objetivo claro assim que pendurar as chuteiras. Ele quer ser treinador, mas sabe que isso será impossível neste momento, ao menos no Barcelona.

Além disso, o meia já declarou em entrevistas que está contente com seu desempenho no futebol japonês e que se surpreendeu com a competitividade da competição local.

Financeiramente, a vida de Iniesta no Japão também não é ruim. Recentemente, o jogador renovou contrato por mais dois anos, para receber 25 milhões de euros por temporada. Além disso, mantém contratos publicitários com marcas esportivas e de tecnologia, o que ajudam a engordar o salário.

Com a crise do Barcelona atual, será difícil o clube convencer o meia do ponto de vista financeiro. A saída será apelar para o amor.

Publicidade