19 de maio de 2022 Atualizado 00:19

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Crise

‘Tivemos que demitir 200 pessoas’, diz Fogaça sobre restaurantes

"No restaurante nós estávamos com 350 pessoas. Tivemos que demitir sabe quantos? 200 pessoas. 200 famílias", afirmou o cozinheiro

Por Agência Estado

05 Junho 2020, às 18h11 • Última atualização 05 Junho 2020, às 21h16

Jurado do MasterChef Brasil, Henrique Fogaça revelou ter demitido 200 funcionários de seus restaurantes em entrevista ao apresentador José Luiz Datena no YouTube na última quinta-feira, 4.

Chef Henrique Fogaça revelou tem demitido 200 funcionários em função da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus – Foto: Divulgação / Band

“No restaurante nós estávamos com 350 pessoas. Tivemos que demitir sabe quantos? 200 pessoas. 200 famílias”, afirmou o cozinheiro, que está à frente dos restaurantes Sal Gastronomia e Cão Véio.

“Mesmo com os 70% do governo, de empréstimo para depois fazer um acerto, os 30% não sustenta você com 350 funcionários. Um mês você segura, no segundo mês você quebra, vai pro buraco. Infelizmente”, continuou.

Fogaça reclamou do aluguel de espaço em shoppings e falou sobre 2020, englobando também o período antes de medidas de isolamento social e quarentena no Brasil: “Só nesses quatro meses, de janeiro a abril, nós estamos com R$ 500 mil de prejuízo.”

“Fiquei 40 dias recluso, restaurante fechado, no Rio de Janeiro nós vamos ter que fechar as portas, não deu pra segurar. É uma situação realmente muito complicada”, prosseguiu.

Por fim, Henrique Fogaça encerrou buscando otimismo: “Pensamento positivo. É arregaçar as mangas e voltar a trabalhar. Estamos com delivery, mas traz 15% do faturamento que é normal do restaurante.”

Publicidade