‘Contos Negreiros do Brasil’ traz histórias de luta para S. Bárbara

Espetáculo que contextualiza dados estatísticos do povo afrodescendente no Brasil será encenado nesta quinta-feira no Manoel Lyra


A condição atual e real do negro no Brasil é o tema do espetáculo “Contos Negreiros do Brasil”, que o Circuito Cultural Paulista traz para Santa Bárbara d’Oeste nesta quinta-feira, no Teatro Municipal Manoel Lyra. A entrada é franca.

É a primeira vez que a peça integra o Circuito Cultural Paulista. Além de Santa Bárbara, foram incluídas no roteiro as cidades de Indaiatuba, Agudos e Rio Claro. O espetáculo estreou no início de 2017 no Rio De Janeiro, durante um ciclo de homenagens ao escritor Marcelino Freire, autor do texto, e desde então não parou de circular.

No ano passado, no Dia da Consciência Negra, a montagem levou 1.300 pessoas ao Teatro Municipal de São Paulo. Também já viajou para o Nordeste e, em novembro, segue para Cabo Verde, na África, para participar do Mindelact, festival internacional de teatro. Em dois anos viajando, a peça já foi vista por 50 mil pessoas.

Foto: Divulgação.JPG
É a primeira vez que a peça integra o Circuito Cultural Paulista

Segundo a produtora Gabrielle Araújo, “Contos Negreiros do Brasil” é um espetáculo documentário. Ele traz aos palcos os contos retratados pelo autor Marcelino Freire na obra que lhe rendeu o Prêmio Jabuti, em 2006. O texto foi atualizado com dados estatísticos retratando a realidade atual dos negros no país.

O ator, sociólogo e filósofo Rodrigo França, conhecido também por ter estado na última edição do reality Big Brother Brasil, na Globo, expõe à plateia índices sobre a condição dos negros no Brasil, contextualizados com cenas que reproduzem dores, paixões, medos, alegrias e angústias.

“É um espetáculo documentário sobre a condição real e atual da negra e do negro no Brasil, seja o jovem estudante, o gay negro, a negra hipersexualizada pela sociedade, o menor infrator, a prostituta ou a idosa”, cita a produtora.

Os atores Aline Borges, Marcelo Dias e Valéria Monã interpretam todos os personagens contidos nos 12 contos do livro “Contos Negreiros” de Marcelino Freire. A direção é de Fernando Philbert e a direção musical é feita por Maíra Freitas. As músicas do espetáculo são cânticos milenares da cultura Iorubá, originária da cultura africana.

Embranquecidos. O espetáculo também presta uma homenagem aos personagens negros que fizeram história, mas que, segundo os produtores “foram esquecidos ou embranquecidos”, como Machado de Assis, André Rebouças, Carolina Maria de Jesus, Virgínia Bicudo, Juliano Moreira e Lima Barreto.

Acontece. O espetáculo “Contos Negreiros do Brasil” será encenado nesta quinta-feira, às 19h30, no Teatro Municipal Manoel Lyra. Os ingressos são gratuitos e estarão disponíveis na bilheteria do teatro uma hora antes do início da peça. Rua João 23, Centro.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora