15 de abril de 2024 Atualizado 23:49

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Melhor do Brasil

Ex-moradora de Americana, violinista concorre a prêmio na Europa

Mary Rodrigues toca no Vaticano como convidada da Orquestra da Diocese de Roma e também embala pedidos de casamento em pontos turísticos

Por Marina Zanaki

08 de fevereiro de 2022, às 08h42

As quatro cordas do violino de Mary Rodrigues, de 34 anos, a levaram longe. A ex-moradora de Americana concorre ao prêmio Melhor do Brasil na Europa, na categoria show/entretenimento, por conta de seu trabalho com a música na Itália. Mary toca no Vaticano como convidada da Orquestra da Diocese de Roma e também embala pedidos de casamento em pontos turísticos.

Nascida em Lorena (SP), se mudou para Americana. Foi aqui na cidade que ganhou seu primeiro violino quando tinha 15 anos. Ela iniciou seus estudos musicais no CCL (Centro de Cultura e Lazer) de Americana e tocou na Orquestra Filarmônica Tchaikovsky, de Piracicaba (SP).

Única brasileira a tocar no Vaticano, Mary Rodrigues concorre ao prêmio Melhor do Brasil na Europa – Foto: Arquivo pessoal

Descendente de italianos, se mudou para Roma em 2016, onde tirou a cidadania italiana. Lá, aprofundou seus estudos de música na Saint Louis College of Music e fez um mestrado de informática, sua segunda área de atuação profissional.

Mas a paixão pela música falou mais alto. “A música clássica tem origem europeia, os maiores compositores estão aqui. Foi enriquecedor”, comentou sobre sua formação musical na Itália.

Católica, Mary passou a frequentar os ensaios abertos da Orquestra de Roma. “Unia duas coisas que considero muito importantes, a fé e a música. Para mim, é uma forma de rezar”, acredita.

Aproveitando os ensaios, perguntava com frequência para os membros sobre a abertura de novas vagas e audições para participar da orquestra. Com isso, acabou conhecendo os músicos que compunham o grupo.

Quando houve abertura de testes, em 2018, Mary foi selecionada para a lista de convidados especiais da Orquestra da Diocese de Roma. Desde então, é chamada para participar de eventos e festas religiosas. Mary já tocou, por exemplo, no concerto de Natal, no Domingo de Ramos e na Páscoa.

“Toda vez que toco no Vaticano eu sinto a presença de Deus. Não tem como descrever a sensação, só estando ali mesmo”, disse a violinista.

Romance

Muitos brasileiros escolhem a Itália para fazer o pedido de casamento, e buscam uma trilha sonora especial para esse momento. O violino de Mary já embalou diversas propostas, trazendo um repertório cheio de romance e com canções importantes para a história do casal.

No Vaticano, já se apresentou nos concertos de Natal, Domingo de Ramos e Páscoa – Foto: Arquivo pessoal

“Inicialmente o noivo me procura e ainda é segredo, ninguém sabe de nada: a namorada, a família, amigos, só eu. É uma honra, e com frequência me torno amiga do casal depois”, contou Mary.

A violinista também é procurada para tocar em casamentos de brasileiros na Itália, que emendam a cerimônia à lua de mel na Europa.

Premiação

A premiação Melhor do Brasil na Europa é organizada pela revista High Profile. Mary enviou sua biografia e vídeos de seu trabalho. Os jurados a nomearam para disputar a premiação, que tem duas fases. A primeira é por votação popular, disponível no bestofbrazilawards.com/post/mary-rodrigues até abril.

Os mais votados em cada categoria automaticamente vão participar da cerimônia de premiação, que ocorre em 11 de junho na Torre Eiffel, na França. A decisão final dos vencedores será tomada pelos jurados. A premiação é considerada o “Oscar” da comunidade brasileira no Exterior.

Publicidade