Camila Mayrink vibra com papel contemporâneo

Depois de integrar o elenco das novelas bíblicas “Jesus” e “Jezabel”, na Record, atriz vive a ambiciosa Vânia em "Amor Sem Igual"


Depois de integrar o elenco das novelas bíblicas “Jesus” e “Jezabel”, na Record, era natural que Camila Mayrink tivesse saudades de interpretar, nos folhetins, um tipo mais contemporâneo. Por isso mesmo, na pele da ambiciosa Vânia de “Amor Sem Igual”, da mesma emissora, a mineira de Belo Horizonte, de 26 anos, vibra tanto com a chance de encarnar a estagiária da Bras Talentos Esportivos na trama de Cristianne Fridman.

“Eu gosto dos dois universos, cada um com seus desafios. O bom da novela contemporânea é ser mais próxima da nossa realidade. Faz com que a gente fique mais à vontade na hora de falar o texto e colocar o figurino”, aponta.

Foto: Divulgação
A chance de Camila integrar o elenco de “Amor Sem Igual” surgiu pouco depois de “Jezabel” acabar

Além de estar em uma história atual, outro ponto parece deixar a atriz empolgada: o fato de Vânia ser uma verdadeira aspirante a vilã ali. Camila, no entanto, não abre mão de tentar entender as motivações da personagem. Para ela, essa é também uma forma de curtir e viver todo o processo de uma novela.

“Acho que todo personagem traz algum tipo de desafio. Mas gosto dos que me tiram bastante da minha zona de conforto e posso explorar vários caminhos na atuação. A Vânia é assim”, analisa.

A chance de integrar o elenco de “Amor Sem Igual” surgiu pouco depois de “Jezabel” acabar. Primeiro, Camila foi convidada para um teste. “Depois de algumas semanas, eu recebi o convite. Fiquei empolgada e grata”, conta. De cara, entendeu que se tratava de uma grande oportunidade de se diversificar na carreira. “Logo que eu fiz o teste e fiquei sabendo um pouco mais da trama, já fiquei bem interessada. Era uma novela muito diferente da última”, explica.

Na trama, Vânia é uma jovem inteligente e competente que faz parte da equipe a agência que gerencia a carreira de jogadores de futebol. O principal interesse dela na vida, sem dúvida, é crescer profissionalmente. Porém, prefere optar pelos meios mais fáceis para tentar alcançar esse objetivo.

“Ela usa a sedução, quer conquistar o Tobias, que é o herdeiro da empresa”, entrega Camila, citando o personagem de Thiago Rodrigues em “Amor Sem Igual”.

CARREIRA

A vontade de ser atriz surgiu na adolescência. Porém, desde criança, Camila garante que sentia uma ligação forte com as artes.

“Fazia aula de pintura e dança desde muito nova. Na adolescência, entrei em um curso de interpretação para a tevê e senti vontade de conhecer o teatro. Vi ali uma nova forma de me expressar e me apaixonei”, lembra.

Hoje, quando vê suas próprias cenas, costuma se analisar. Mas não de forma exagerada. “Acho que é natural uma autocrítica, mas acredito no equilíbrio. Gosto de me assistir para ver como posso evoluir e o que funcionou”, garante.

“Amor Sem Igual” – Record – Segunda a sexta, às 20h30.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora