21 de abril de 2024 Atualizado 01:22

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Carreira & RH

Você está pronto para os empregos verdes?

Organização Internacional do Trabalho estima a abertura de 15 milhões de vagas na América Latina até 2030

Por Marcos Tonin

07 de janeiro de 2024, às 10h35 • Última atualização em 07 de janeiro de 2024, às 10h36

Você sabe o que é um “emprego verde”? Eles são os empregos que estão ligados às energias renováveis e contribuem para proteger o meio ambiente. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), em outubro de 2023 o Brasil já chegou a ter mais de 2,34 milhões de empregos verdes criados. Isso significa uma parcela importante de 5,2% do total de contratações formais (CLT) que ocorreram no país. É uma área muito promissora e está em franco crescimento.

Já a Organização Internacional do Trabalho também vislumbra a abertura de mais de 15 milhões de novos empregos na região da América Latina até 2030. Deste total, estima-se que 50% destas vagas sejam criadas no Brasil, ou seja, aproximadamente 7,5 milhões de novas vagas nos próximos 6 anos. Se fizermos as contas, estamos falando de mais de 1 milhão de vagas a cada ano.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Interessante colocarmos também que a Agência Internacional para as Energias Renováveis (Irena), instituição criada com o objetivo de promover e incentivar o uso de energias renováveis, estima que mais de 38 milhões de vagas verdes já surgiram no mundo. Neste momento é hora de entender que a economia e o meio ambiente estão juntos e cada vez mais juntos na geração de renda e empregos no planeta.

Existe ainda uma projeção das 5 grandes áreas de emprego que terão destaque nos próximos anos que são: Produção e manejo florestal; Manutenção, reparação e recuperação de produtos e materiais (reciclagem); Saneamento e gestão de resíduos e riscos ambientais; Geração e distribuição de energias renováveis e Transportes coletivos alternativos.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região.

Como toda área que cresce a uma alta velocidade, esta também tem seus desafios. Um deles é com relação a formalização dos empregos, uma vez que nem todos são valorizados, como por exemplo o caso dos catadores de lixos reciclados. Sabemos que temos no Brasil uma grande força de trabalho direcionada às recicladoras de materiais, que vão desde a indústria têxtil, papel e alumínio, entre outros metais relacionados à economia criativa.

São segmentos e iniciativas que contribuem para o aumento da poluição ambiental e a exploração do meio ambiente, proporcionando a geração de renda aos profissionais e artistas destas áreas.

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

Concluindo, embora o reconhecimento da importância dessas atividades que reduzem os impactos na natureza esteja crescendo, o rendimento médio da maioria dos profissionais fica ainda abaixo de um salário mínimo.

Há, portanto, uma oportunidade de valorização e formalização destes trabalhadores, criando meios que elevem o ganho mensal deles pela contribuição que dão à economia verde.

Marcos Tonin

Marcos Tonin, especialista na área de gestão e liderança, fala sobre mercado de trabalho em textos quinzenais