26 de maio de 2024 Atualizado 20:10

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Editorial

Na cadeira errada

Infelizmente, não é de se espantar nos depararmos com plenários legislativos nos quais se encontram vereadores apáticos

Por Redação

25 de fevereiro de 2024, às 08h45

O exercício da função de vereador pressupõe conhecimento do funcionamento do Poder Legislativo e do que se espera da vereança, como a confecção de leis. Também exige que se tenha em alta consideração a importância da independência entre os poderes, o que permite a atividade fiscalizatória sem conchavos, e a avaliação objetiva de projetos e demais proposições sem governismo ou compadrio.

Infelizmente, não é de se espantar nos depararmos com plenários legislativos nos quais se encontram vereadores apáticos, que fogem dos debates e ignoram os problemas locais. Pela região, com certa frequência, é o que se vê em algumas sessões camarárias.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

Em alguns casos, há os que preferem se ater aos elogios ao governo, para evitar os dissabores políticos, garantir os cargos públicos e se manter no poder. Quando um projeto de lei do prefeito entra para discussão, não se faz qualquer objeção. Quando muito, aproveita para pedir o voto dos colegas tecendo considerações sempre favoráveis à proposta. Críticas? Deixa para assuntos alheios ao município, como o presidente da República ou algum episódio viral das redes sociais.

No parlamento também se encontra o falso eficiente, o vereador campeão de proposituras inconstitucionais, feitas para inglês ver. Ele quer criar lei para desconto no IPTU, para melhorar a qualidade da merenda das crianças, para dar passagem grátis aos desempregados, entre outras benesses. Ótimas intenções, claro, mas se esquece que está no cargo errado. Deveria, então, ser prefeito.

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

Em outubro, nas eleições municipais, o eleitor terá novamente a chance de filtrar a qualidade de seus representantes e varrer do plenário nomes que pouco colaboram ou que sequer têm conhecimento do que é ser um vereador. Desta função se espera que haja disposição para o debate, para contestar o que não está correto e para sugerir soluções para os problemas. Os que valorizam as picuinhas, os afagos ou a apatia estão na cadeira errada.

As notícias do LIBERAL sobre Americana e região no seu e-mail, de segunda a sexta

* indica obrigatório
O Liberal

Neste blog, você encontra a opinião do Grupo Liberal por meio dos textos editoriais. Há mais de 70 anos, no coração e no espírito, compromisso com a verdade.