27 de setembro de 2020 Atualizado 11:47

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

Missão compartilhada

Por Redação

16 ago 2020 às 09:03

Amaneira como a cidade de Americana lida com a água foi, é e tende a continuar sendo uma pauta de primeira ordem quando se trata da gestão pública municipal. O modelo de captação – agora sob a projeção de aperfeiçoamento com o novo barramento no Rio Piracicaba – e a estrutura física defasada para atravessar o caminho entre o tratamento e a torneira das casas de cerca de 240 mil pessoas estiveram constantemente no repertório da gestão do prefeito Omar Najar (MDB), que entregará a outro mandatário, a partir de janeiro de 2021, o desafio de continuar gerindo um dos calcanhares de Aquiles do município.

Lembrada a responsabilidade permanente que o poder público municipal tem diante do tema, é igualmente importante estar atento a investimentos que vêm de outras esferas e têm a capacidade de auxiliar a cidade frente a tal missão. Não só para Americana, como neste caso também para Nova Odessa, Sumaré e Hortolândia, além de outros 19 municípios, representam decisivo incremento no acesso à água duas obras com a assinatura do DAEE (Departamento de Água e Energia Elétrica), braço do Governo do Estado.

A construção das barragens de Duas Pontes (em Amparo) e Pedreira viabilizará o armazenamento de até 53,4 milhões de m³ de água. Juntas, poderão representar vazões de 17 m³/s para cidades que estão nas bacias dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, conforme explicado pelo LIBERAL neste domingo. Essas barragens possibilitam falar em segurança hídrica regional possivelmente até 2035.

Complexo, custoso e essencial, o setor hídrico demanda iniciativas de natureza semelhante a essa para que os municípios não assinem sozinhos um cheque em branco diante de um futuro cheio de interrogações em relação à maneira como lidamos com a água, especialmente em um território sujeito a intempéries e sem um reservatório próprio de grande capacidade, como ocorre em Americana.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.