17 de janeiro de 2021 Atualizado 18:26

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

Governo Chico

Por Redação

26 dez 2020 às 08:12

Depois de muita especulação, o prefeito eleito Chico Sardelli (PV), que comandará Americana de 2021 a 2024, anunciou sua equipe de governo. São servidores do primeiro escalão que ocuparão cargos de confiança e liderança na administração.

Em resumo, Chico adotou uma linha coerente com a sua proximidade com a gestão do prefeito Omar Najar (MDB), que lhe deu apoio público à candidatura, ao manter pelo menos seis secretários e diretores municipais.

Fernando Giuliani (Cultura e Turismo), Ângelo Marton (Planejamento), José Carlos Marzochi (Fusame), Vinicius Ghizini (Educação), Adriano Camargo Neves (Obras e Serviços Urbanos) e Carlos Cézar Gimenez Zappia (DAE) continuarão nas secretarias e autarquias da administração municipal.

Na composição da equipe, o novo prefeito trouxe ainda velhos aliados políticos, como Jesuel de Freitas (Governo), que teve passagem por outras três administrações; Diego de Barros Guidolin (Negócios Jurídicos), ex-vereador e diretor da Gama, que advogou para Chico; e Fabio Renato de Oliveira (Meio Ambiente), assessor do prefeito eleito desde os anos 90, quando dos mandatos de deputado.

A participação feminina também surpreendeu. Pela primeira vez, uma mulher deverá ocupar o cargo de secretária de Esportes. Grasiele Agostinho Rezende da Silva, de 35 anos, é treinadora das equipes de base do basquete da ADCF Unimed e formada em Educação Física. Em entrevista ao LIBERAL, ela prometeu trabalhar “incansavelmente” na administração municipal.

Outros nomes entre as mulheres são apostas menos conhecidas do americanense, como Juliani Munhoz Fernandes, de 27 anos, formada em direito, ligada à igreja evangélica e funcionária da Prefeitura de Araraquara, que assumirá a Assistência Social, e Simone Inácio de França Bruno, servidora municipal desde 2002, lotada na assessoria fazendária, que, agora, passará a comandar a Fazenda.

Como de praxe, a futura primeira-dama, Lionela Ravera Sardelli, ficará responsável pelo Fundo Social de Solidariedade, função não remunerada. Já a chefia de Gabinete será de responsabilidade de um estreante na vida política.

Franco Ravera Sardelli, de 29 anos, filho de Chico, assumirá a função em um dos cargos de maior proximidade do prefeito. Líder da campanha eleitoral vitoriosa do pai, ele terá a missão de ser uma longa manus do chefe do Executivo, intermediando tanto as relações externas com o governo quanto com a própria estrutura interna da prefeitura.

A formação de uma equipe totalmente técnica é praticamente utopia dentro do sistema político e administrativo brasileiro, que exige capacidade intelectual de cuidar dos assuntos da cidade, claro, mas também boa relação com os poderes para se fazer viável politicamente, conquistado o aval a projetos de interesse público, por exemplo.

Do que Chico anunciou até agora, há um clara intenção de se fazer um governo capaz de cumprir com as competências municipais. Isto, porém, no papel. A conferir se, na prática, Americana terá bons resultados com a gestão que começa a se formar.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.