04 de agosto de 2020 Atualizado 19:30

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

Borracha no papel

Por Redação

19 jul 2020 às 10:02

Gerir a coisa pública demanda tomar decisões capazes de afetar um sem-número de pessoas a cada dia, ora mais, ora menos. E nem sempre o responsável pela tomada de tais decisões está plenamente ciente disso, já que os efeitos de seus atos podem ser assimilados e desenvolvidos de maneira subjetiva.

Há, por outro lado, os dias que correm o risco de serem lembrados com precisão e detalhamento amargos, já que não é possível alegar que não fora avisado dos danos que uma assinatura em uma folha de papel poderia representar.

No segundo caso, encaixa-se como uma roupa feita sob medida o fim da desoneração da folha de pagamento no País. É certo que o governo de Jair Bolsonaro não poderia prever a ocorrência de uma pandemia, como a do novo coronavírus (Covid-19), quando a equipe do ministro Paulo Guedes na Economia entendeu que o melhor caminho era não seguir com esse modelo a partir de 2021.

Entretanto, manter tal decisão e acabar com a desoneração, justamente no projetado momento de “ressaca” da economia pós-pandemia, causará danos sabidos desde já: desemprego, perda de competitividade e precarização das relações do trabalho.

Como o LIBERAL explica na edição deste domingo, desde 2011 a desoneração criou a possibilidade de substituição da forma como empresários de vários ramos pagam sua alíquota patronal para a Previdência. Em vez de desembolsar 20% sobre a folha de pagamento, essas empresas passaram a ter a opção de pagar de 1% a 4,5% sobre sua receita bruta como contribuição patronal ao INSS. Em suma, uma forma de estimular a geração de empregos.

A pressão de custos sobre a produção dos setores abrangidos pela desoneração a partir do eventual fim desse recurso será um ingrediente extra no já desenhado, com letras garrafais, cenário de crise econômica. O Congresso tem agora em suas mãos a borracha capaz de assinar uma correção de rota antes entrar na correnteza.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.