18 de maio de 2022 Atualizado 19:08

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Covid-19

Limeira decreta lockdown nos dois próximos finais de semana

Mercados não poderão abrir e postos de combustíveis vão funcionar apenas das 8h às 18h

Por

21 Julho 2020, às 14h47 • Última atualização 21 Julho 2020, às 19h30

O prefeito de Limeira, Mario Botion (PSD), anunciou nesta terça-feira (21) que a cidade terá lockdown pelos dois próximos fins de semana, ou seja, nos dias 25 e 26 de julho e em 1º e 2 de agosto. O anúncio foi feito em transmissão realizada pelo Facebook da prefeitura.

Poderão funcionar no período setores de saúde, como farmácias e hospitais, serviços de segurança pública e privada, clínicas veterinárias, hotéis, serviços públicos decorrentes de contratos públicos, serviços de radiodifusão, telefonia e internet e indústrias de produtos alimentício.

Mercados não poderão abrir nesses dias. Já os postos de combustíveis estão autorizados a funcionar apenas das 8h às 18h.

Mercados não poderão abrir nesses dias. Já os postos de combustíveis estão autorizados a funcionar apenas das 8h às 18h.

A decisão foi tomada para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Até então, a cidade, que faz limite com Americana e Santa Bárbara d’Oeste, só permitia o funcionamento dos comércios considerados essenciais pelo Plano São Paulo.

Indisciplina da população foi um dos motivos para a decisão, segundo o prefeito – Foto: Captura de tela

A partir desta quarta-feira (22) a venda de bebidas alcoólicas está proibida em todos os tipos de comércio das 18h às 8h. A medida é válida até o dia 2 de agosto, último domingo de lockdown.

“Em função dessa indisciplina que a maioria dos limeirenses tem tratado esse assunto, nos vimos obrigados a decretar lockdown pelos dois próximos finais de semana. Lockdown total para que possamos fazer a avaliação desse período”, frisou Botion.

De acordo com o boletim epidemiológico desta terça-feira, Limeira tem 4.151 casos confirmados de Covid-19, com 124 mortes. A taxa de letalidade é de 3%.

O índice de adesão ao isolamento social também preocupa o poder público. A taxa tem se mantido em 40%.

“Precisamos aumentar isso para que as estruturas [ de saúde], mesmo com o aumento do número de leitos, possa suportar esse índice de contaminação. As pessoas precisam entender que o isolamento é necessário para que mantenhamos o atendimento”, disse o prefeito.

Os estabelecimentos que descumprirem o lockdown serão interditados de imediato e estarão sujeito a multa. A recomendação é para que a população fique em casa e evitem atividades externas de qualquer natureza.

Leitos

Na URC (Unidade de Referência Coronavírus), são 68 internações com ocupação de 87,2%. Desse total, 27 delas em UTI (ocupação de 90%).

Já os leitos clínicos estão com ocupação de 85,4%. A unidade tem, neste momento, capacidade para 78 internações, entre clínicas (48) e de UTI (30). As demais internações são em outros hospitais do município.

Segundo a prefeitura, a situação dos leitos gerais em Limeira é a seguinte: 102 internações em UTI (ocupação de 83,6%) e 261 internações clínicas (79,6%). Ao todo, entre leitos de UTI e clínicos, a ocupação no município é de 80,7%.

Podcast Além da Capa
Nem mesmo a regressão de Americana e região para a fase vermelha do Plano São Paulo é capaz de resolver o problema da lotação de ônibus do transporte público em horários de pico. A teoria de que menos gente estaria em circulação não se confirma na prática. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com o repórter Leonardo Oliveira e apresenta reflexos regionais desse assunto.

Publicidade