15 de setembro de 2021 Atualizado 19:24

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Hortolândia

Polícia prende suspeito de roubo de carga com armas de uso restrito em Hortolândia

Uma das armas apreendidas é um fuzil que tinha o brasão da República Federativa do Brasil

Por Maria Eduarda Gazzetta

30 jul 2021 às 10:06 • Última atualização 30 jul 2021 às 10:09

A Polícia Civil prendeu na tarde desta quinta-feira (29), na Vila Guedes, em Hortolândia, um homem suspeito de integrar uma quadrilha especializada em roubo de carga na região. Durante a operação, os policiais também apreenderam um fuzil, uma metralhadora e uma espingarda, todas de uso restrito, além de coletes a prova de balas e munições.

Armas, coletes à prova de bala e toucas foram apreendidos durante operação – Foto: Polícia Civil / Divulgação

De acordo com registro, a equipe foi até um imóvel que era alvo de investigações do Setor de Investigações Gerais, com informações que a residência era usada para reuniões e armazenamento de armas por uma quadrilha que praticava roubo de carga.

Quando chegaram no local, um homem tentou fugir, mas foi capturado pela equipe. Dentro da residência, em um dos quartos, a equipe encontrou um fuzil com brasão da República Federativa do Brasil; uma espingarda calibre 12 e uma metralhadora 9mm. As armas estavam com a numeração raspada e já carregadas, prontas para uso.

Além deste itens, a Polícia Civil encontrou três coletes a prova de bala; cinco toucas do tipo “ninja”; três pares de luvas; três celulares; e nove notas fiscais de entregas de mercadorias emitidas em julho de 2021. De acordo com a equipe, essas notas fiscais podem ser de possíveis vítimas de roubo, que serão investigadas posteriormente.

No local, os policiais apreenderam, ainda, um veículo modelo Gol, que poderia ser usado na prática de roubo e que estaria registrado com o nome do suspeito.

O homem preso já tem passagem na polícia por roubo e porte ilegal de armas. Indagado, negou qualquer envolvimento em roubos de carga e que estaria somente guardando as armas. Ele foi preso e encaminhado para a cadeia de Sumaré.

Publicidade