09 de julho de 2020 Atualizado 22:36

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Salto Grande

Simulação de rompimento de barragem reúne 240 agentes

Treinamentos para situações de emergência foram realizados na manhã desta quarta-feira, com um total de 12 pontos de encontro em Americana e Limeira

Por Leonardo Oliveira

18 set 2019 às 18:03

A simulação de rompimento da barragem de Salto Grande, em Americana, reuniu cerca de 240 agentes públicos na manhã desta quarta-feira (18). A atividade teve início as 10 horas, quando as sirenes começaram a ecoar nos 12 pontos de encontro e salvamento.

O exercício mobilizou as defesas civis e órgãos de Americana, Limeira e região, CPFL Renováveis, Corpo de Bombeiros, Autoban, Gama (Guarda Municipal de Americana), Polícia Militar, Polícia Militar Rodoviária, Tiro de Guerra, Secretarias Municipais e DAE (Departamento de Água e Esgoto).

A reportagem do LIBERAL acompanhou as atividades realizadas na Casa de Cultura Hermann, no bairro de Carioba, onde foi montado um gabinete de crise e posto de comando para que as autoridades conduzissem as ações.

Simulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulação de rompimento da barragem do Salto Grande reuniu 240 agentes públicos; risco é totalmente descartadoSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em AmericanaSimulado de rompimento de barragem em Americana

Após a sirene tocar, os funcionários das empresas próximas se deslocaram até o ponto de encontro em frente à Casa Hermann. O trajeto entre as fábricas e o local de salvamento demorou menos de cinco minutos.

Corpo de Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) simularam salvamentos, fazendo a triagem de “feridos” e prestando os primeiros socorros. Membros do comando da Defesa Civil e da CPFL discursaram sobre a importância da atividade aos funcionários presentes.

Foto: Marcelo Rocha-O Liberal (1)
Capitão Cíntia Oliveira destacou que o simulado serve para testar a eficiência das equipes e ajustar o trabalho para eventuais situações reais

“O objetivo do treinamento é medir a eficiência de todas as ações. A gente está ao mesmo tempo treinando a população e anotando todas as possíveis intercorrências. O Objetivo agora é ajustar isso para que a gente possa aprimorar cada vez mais esse sistema preventivo”, afirmou a capitã Cíntia Oliveira, da divisão de prevenção da Defesa Civil do Estado de São Paulo.

Em entrevista ao LIBERAL, o gerente de engenharia de manutenção da CPFL Renováveis, Bruno Monte, descartou qualquer possibilidade de rompimento da barragem de Salto Grande. “Não existe [a possibilidade]. A barragem de Americana é segura, hoje classificada como tipo ‘B’, que confirma que ela possui todas as suas instalações em perfeitas condições de segurança”, ressalta.

Foto: Marcelo Rocha-O Liberal (44)
Apesar do exercício nesta quarta, Bruno Monte descarta qualquer risco de rompimento na barragem

O exercício de simulado será realizado anualmente, visando o treinamento das equipes de socorro, de empresas e dos moradores da região, conforme prevê a lei nº 12.334/09/2010, que estabelece a Política Nacional de Segurança de Barragens e o Plano de Ação de Emergência (PAE).