24 de maio de 2022 Atualizado 19:29

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

COVID-19

Ocupação de leitos Covid em Americana cresce pelo sexto dia seguido

Município tem 88 pessoas internadas nesta quarta-feira, segundo a prefeitura; no dia 18, eram 50

Por João Colosalle

26 Janeiro 2022, às 16h19

A ocupação dos leitos hospitalares para pacientes com Covid-19 em Americana cresceu pelo sexto dia consecutivo, mostra um levantamento exclusivo do LIBERAL em dados da prefeitura.

No boletim divulgado nesta quarta-feira (26), a cidade tinha 88 pessoas internadas nos quatro hospitais no município – Waldemar Tebaldi, que é municipal, e Unimed, São Francisco e São Lucas, particulares.

A escalada da ocupação ocorre desde o início do mês, mas se intensificou nos últimos dias, em meio ao grande número de pessoas infectadas com a Covid-19 pós-festas de final de ano.

No dia 18, a prefeitura havia reportado 50 internados na cidade. Ainda na semana passada, o número não fugiu da casa dos 50. Nesta semana, porém, o município viu o número avançar para 73, na segunda, e 80, nesta terça.

Show more

A variação da ocupação em leitos de UTI e de enfermarias, no entanto, tem evoluído de maneiras diferentes.

Nos leitos para pacientes mais graves, que necessitam de tratamento intensivo, como intubação e ventiladores pulmonares, a demanda tem sido menor. No dia 3 de janeiro, Americana tinha sete pacientes em UTIs. Nesta terça e quarta-feira eram 26 e 25, respectivamente, uma variação de 271%.

No caso das enfermarias, o município tinha 12 pacientes no dia 3 de janeiro e, agora, nesta quarta, são 63, um aumento de 425%. O cenário é diferente da última e pior onda da pandemia, em junho. Na época, a ocupação de UTIs chegou, por vários dias, a ser maior do que a de enfermarias, um indício da gravidade do estado de saúde dos pacientes – muitos ainda sem o esquema vacinal completo.

Agora, a demanda maior tem sido das enfermarias, que atendem pacientes com quadros mais leves. Em entrevista nesta terça, o secretário municipal de Saúde, Danilo Carvalho Oliveira confirmou o cenário de internações em leitos de enfermarias no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi e anunciou que a unidade receberá mais 20 leitos para atendimentos de Covid-19 nos próximos dias – dez UTIs e dez enfermarias.

Veja a ocupação de leitos nos hospitais de Americana nesta quarta-feira (26)

No Hospital Municipal, a taxa de ocupação é de 100% para leitos com respiradores (de 10 no total, 10 ocupados) e 168,18% sem respiradores (de 22 no total, 37 ocupados).

No Hospital São Lucas, a taxa de ocupação é de 100% para leitos com respiradores (de 5 no total, 5 ocupados) e 25% para leitos sem respiradores (de 16 no total, 4 ocupados).

No Hospital São Francisco, a taxa é 30% para leitos com respiradores (de 10 no total, 3 ocupados) e 35,71%% sem respiradores (de 14 no total, 5 ocupados).

No Hospital Unimed, a taxa é de 87,5% para leitos com respiradores (de 8 no total, 7 ocupados) e de 89,47% para leitos sem respiradores (de 19 no total, 17 ocupados).

Casos e mortes

No boletim divulgado nesta quarta-feira, a Prefeitura de Americana informou mais duas mortes pela Covid-19. Uma das pacientes vítimas tinha 84 anos e morava no bairro Jardim Nossa Senhora de Fátima. Ela estava internada em hospital particular e era portadora de hipertireoidismo e pneumonia crônica.

A segunda morte é de uma vítima que foge do perfil atual das mortes. Segundo a prefeitura, trata-se de outra mulher, de 33 anos, sem comorbidades informadas.

Show more

Ela era moradora do Jardim das Orquídeas e estava internada em hospital particular. Na faixa etária dela, de 30 a 39 anos, foram 31 mortes em Americana desde o início da pandemia.

A última vez que uma pessoa nessa faixa de idade havia morrido na cidade foi em setembro – um homem, de 33 anos, morador da Cidade Jardim.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Desde agosto, 78% das vítimas da Covid são idosos, muitos em idade avançada. De 77 mortes no período, 47 eram de pessoas com mais 70 anos.

Ainda no boletim desta quarta, foram adicionados 243 novos casos. Agora, são 32.035 casos positivos.

Show more

O número de infecções neste mês deverá ser o maior desde o início da pandemia em Americana. Um levantamento do LIBERAL em dados da prefeitura aponta que há 4.044 casos confirmados em janeiro até agora. Em junho de 2021, mês recordista – foram 4.075.

Publicidade