14 de junho de 2024 Atualizado 14:36

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

NOTÍCIAS QUE INSPIRAM

Na luta contra um câncer, Jhenyfer é porta-voz de campanhas de doação de sangue e medula na Festa do Peão de Americana

Menina de 10 anos é uma das personagens da Festa do Peão de Americana em 2024

Por Jucimara Lima

09 de junho de 2024, às 08h13

A menina Jhenyfer Pelissari, embaixadora da Festa do Peão de Americana - Foto: Marcelo Rocha/Liberal

No próximo dia 19 de junho, a Rainha/Embaixadora da Festa do Peão de Americana e Miss Brasil Mirim 2024 Jhenyfer Duran Pelissari comemora 11 anos de uma vida marcada por muitas batalhas. Atualmente, a menina luta contra uma recidiva do câncer, descoberta em março passado.

Segundo a mãe, Angélica Pellissari, de 35 anos, a filha sempre foi completamente apaixonada por festa do peão. “Quando ela era bem pequena, já ia ao evento. Ela adora comer milho e se divertir na fazendinha.”

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Pelo terceiro ano consecutivo, além de visitar, Jheny também faz parte da Corte Mirim. Logo, mesmo estando em tratamento, ela marcou presença na abertura da primeira semana. “É importante dizer que a participação dela foi autorizada pelos médicos. Estamos vivendo um dia de cada vez e tomando todos os cuidados recomendados”, alerta a mãe da menina.

Acumulando títulos

Desde que começou a promover ações solidárias, Jheny e a mãe já perderam as contas de em quantas iniciativas se engajaram, tanto em prol do Centro Boldrini, quanto em outros projetos sociais relacionados a crianças.

Além da parte social, ela também soma mais de 20 títulos em concursos, com destaque para o de Miss São Paulo 2023 e Miss Brasil 2024, título que agora em julho a levaria até o Peru, para concorrer ao Miss Universo.

Depois de se curar de um câncer, a menina Jhenyfer fez arrecadação de chocolate para crianças do Boldrini – Foto: Marcelo Rocha – O Liberal

“O câncer voltou e o sonho precisou ser adiado pra ela poder fazer o tratamento, contudo, ela não desistiu. Ela brinca que vai voltar, concorrendo carequinha, muito provavelmente na categoria teen”, diz a mãe. Vaidosa, Jheny conta o que não pode faltar em sua produção. “Cílios postiços”, diverte-se.

Notícias que Inspiram

Conforme contamos em 2021, aqui na editoria Notícias que Inspiram, aos 5 anos Jheny foi diagnosticada com LLA (Leucemia Linfoide Aguda). Na época, ela estava na última sessão de quimioterapia e fazia uma campanha para arrecadar caixas de bombons para distribuir às crianças do Centro Infantil Boldrini.

Na ocasião, ela contou a nossa equipe que tinha o sonho de ser princesa do rodeio e Andreia Marinho, uma das responsáveis por eleger a Corte, viu a matéria e ficou tocada com a história.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

“Eu comentei com o Beto [Beto Lahr, presidente da Festa do Peão] sobre a história e decidimos fazer o convite para ela ser a rainha na festa. Por meio dela, conheci mais de perto o trabalho do Boldrini e fiquei apaixonada por ela e pela mãe, pois se não fosse a Angélica, a Jheny não teria a possibilidade de fazer tudo que faz.”

Após ser Rainha em 2022, Jheny foi Embaixadora em 2023 e para 2024 ganhou o título de Rainha/Embaixadora. “Não temos intenção de retomar o Concurso Mirim. Na verdade, criamos o título especialmente para ela, porque ela merece. Faz total diferença na vida das pessoas”, alega a organizadora.

Junho Vermelho

Inspirada na história da menina – que durante o tratamento tem necessitado de várias transfusões de sangue – Andreia decidiu trazer a ação “Junho Vermelho”, para dentro do evento e assim conscientizar sobre a importância da doação de sangue. “Eu já havia doado sangue, mas quando fui fazer a doação para a Jheny, esse desejo de fazer mais acabou crescendo no meu coração, porque tomei conhecimento da importância de doar.”

Para Andreia, existem tabus que precisam ser quebrados em relação à doação. “Falta informação, inclusive, vale alertar que nesse período os estoques dos bancos de sangue costumam abaixar.”

Inspirada na história de Jheny, Andreia Marinho trouxe a campanha “Junho Vermelho” para dentro da Festa do Peão – Foto: Arquivo Pessoal

Coincidentemente junho é considerado o Mês de Conscientização sobre a Doação de Sangue e dia 14 de junho é o Dia Mundial do Doador de Sangue.

Sendo assim, pode-se afirmar que esse ano o reinado de Jheny terá como foco principal a divulgação de campanhas de doação de sangue, assim como a de medula óssea. “Quem doa, salva vidas”, destaca a menina.

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

Tanto para Jheny, quanto para Angélica, tudo que já aconteceu na vida delas tem um propósito. Questionada se ela acredita ser uma missão de vida, a menina abre um sorriso e balança a cabeça afirmativamente.

“Ela se transformou em porta-voz de muitas causas. Tenho muito orgulho da minha filha, que nem mesmo quando recebeu o diagnóstico chorou. Ela tem uma força muita grande”, finaliza a mãe.

Publicidade