26 de maio de 2024 Atualizado 20:10

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Política

Lula diz que IA está manipulando a humanidade e fake news são ‘violência contra a democracia’

Por Agência Estado

28 de fevereiro de 2024, às 16h48

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse que a humanidade está se tornando vítima dos algoritmos e está sendo manipulada com inteligência artificial (IA). O presidente também manifestou preocupação com informações falsas disseminadas na internet, afirmando que elas representam uma “violência contra a democracia e contra as pessoas”.

“O dado concreto é que a humanidade está virando vítima dos algoritmos. Ou seja, ela está sendo manipulada, agora, com inteligência artificial, como jamais aconteceu em qualquer outro momento da história da humanidade. Se isso não preocupa os democratas do mundo, a mim preocupa”, disse Lula, em entrevista à RedeTV nesta terça-feira, 27.

Ao ser questionado sobre a manifestação bolsonarista na Avenida Paulista do último domingo, 25, e anistia solicitada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), o chefe do Executivo afirmou que as plataformas de redes sociais estão sendo usadas pela extrema direita para propagar mentiras e fake news.

Para Lula, é necessário que o debate seja internacional. Ele afirmou que pretende discutir sobre o assunto no G-20. “Como você vai combater isso se você não tem uma decisão, que não é só de um país, é do sistema ONU, para que a gente possa controlar as chamadas empresas de aplicativos naquilo que diz respeito à violência contra a democracia, contra as pessoas”, questionou.

O presidente também admitiu que o ato em apoio a Bolsonaro foi grande. “Não é possível negar um fato. Eles fizeram uma grande manifestação em São Paulo. O dado concreto é que foi uma manifestação em defesa do golpe”, disse.

A estimativa da Secretaria de Segurança Pública (SSP) estima que 600 mil pessoas estiveram presentes na Avenida Paulista, com projeção até 750 mil, incluindo região adjacente à Paulista. Em paralelo, o Monitor do Debate Político no Meio Digital, projeto de pesquisa da Universidade de São Paulo (USP), calculou 185 mil manifestantes durante pico do protesto.

Publicidade