17 de abril de 2021 Atualizado 20:13

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Estados Unidos

Trump questiona pesquisas eleitorais que o colocam atrás de Biden

Presidente dos EUA disse que pesquisas são falsas e lembrou de 2016, quando apontavam Hillary Clinton na frente dele

Por Agência Estado

19 jul 2020 às 14:48 • Última atualização 19 jul 2020 às 20:34

Em entrevista iniciada em tom amistoso, mas que ficou tensa logo no princípio, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse hoje ao programa Fox News Sunday que as pesquisas de intenção de voto – inclusive a mais recente da Fox, divulgada hoje – que o colocam atrás do democrata Joe Biden para a eleição de novembro são “falsas”, a exemplo das de 2016, que não conseguiram detectar a preferência do eleitorado pelo republicano frente a então candidata democrata, Hillary Clinton.

“Tenho pesquisas em que estou à frente, inclusive uma em que lidero em cada estado que costuma alternar preferência (entre republicanos e democratas, os chamados ‘swing states’). “As pesquisas da Fox estão entre as piores, como também em 2016”, acrescentou. Ele mencionou que os eleitores republicanos correspondem a uma parcela menor do que a dos democratas nesses levantamentos.

“Biden não é competente para ser presidente. Para ser presidente é preciso ser agudo e durão, entre outras coisas”. Segundo Trump, “Joe nem sabe que está vivo” e quer fazer uma campanha sem se mexer, sem “sair do porão”. “O povo americano não quer isso numa época como a que vivemos”, observou o presidente.

Na abertura do programa, o apresentador do Fox News Sunday, Chris Wallace, disse que tinha uma “notícia” que o presidente “ficará feliz em receber em primeira mão”, de que oito pontos o separam de Biden nas intenções de voto para a eleição de novembro (49% a 41%) no mais recente levantamento da Fox, “em diferença de três a quatro pontos mais estreita do que há um mês¨. A margem de erro da pesquisa, realizada entre os dias 12 e 15 de julho, é de 3 pontos porcentuais.

A pesquisa da Fox mostra que os eleitores consideram Biden mais capacitado do que Trump (51% a 34%) para lidar com a pandemia do coronavírus e com a sensível questão das relações raciais (52% a 31%). Por outro lado, há equilíbrio quando se trata da gestão econômica, onde a diferença de Biden para Trump praticamente desaparece (44% a 43%, respectivamente).

“Entendo que ainda faltam mais de 100 dias para a eleição, mas a essa altura o senhor perde”, disse o apresentador. “Antes de mais nada, não estou perdendo, porque estas pesquisas são falsas. Eram falsas em 2016 e agora são ainda mais”, afirmou Trump.

Contato: luis.leal@estadao.com

Publicidade