Protestos deixam ao menos 8 mortos e 125 feridos

Confronto de apoiadores de Evo Morales com as forças armadas da Bolívia teve tiroteio e parentes das vítimas pedem agora por "guerra civil"


O confronto de ontem (15) entre as forças de segurança da Bolívia e apoiadores do ex-presidente exilado Evo Morales deixou pelo menos oito mortos e 125 feridos, segundo informações de agências de notícias.

Foto: Reprodução / Twitter
Bolívia vive nova onda de protestos após renúncia e exílio de Evo Morales

A maioria dos mortos e feridos na sexta-feira em Sacaba, perto da cidade de Cochabamba, foi baleada, disse Guadalberto Lara, diretor do Hospital México na cidade, à Associated Press. Ele classificou o episódio como a pior violência que já viu em seus 30 anos de carreira.

Manifestantes furiosos e parentes das vítimas se reuniram no local dos tiroteios, gritando “Guerra civil, agora!” Morales, que recebeu asilo no México após sua renúncia em 10 de novembro, disse no Twitter que um “massacre” havia ocorrido e descreveu o governo interino liderado por Jeanine Anez como uma ditadura. (Com Associated Press)

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora