13 de junho de 2021 Atualizado 07:56

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Mundo

Peru: com apuração perto do fim, Castillo se declara vencedor

Por Agência Estado

09 jun 2021 às 22:30 • Última atualização 10 jun 2021 às 00:00

O candidato esquerdista Pedro Castillo continua à frente de Keiko Fujimori, de direita, na apuração do segundo turno presidencial do Peru. O sindicalista fala em vitória no pleito, e recebeu uma série de congratulações ao longo do dia. Por outro lado, o jornal local El Comércio publicou que o Força Popular, partido de Keiko, deve apresentar uma série de pedidos para nulidade dos votos.

Às 22h18 (horário de Brasília) Castillo aparecia com vantagem de cerca de 75 mil votos, com 99,004% das atas eleitorais contabilizadas, informa o órgão oficial eleitoral do país (Onpe). O esquerdista tinha 50,212% dos votos, e Keiko 49,788%.

Em um pronunciamento público, Castillo se disse “presidente do Peru”, e afirmou que uma contagem oficial de seu partido, Peru Livre, indicou sua vitória. Na ocasião, o candidato clamou para seus seguidores não acreditarem em provocações, como “a subida do dólar e aumento dos preços da cesta básica”.

Segundo Castillo, “faremos um governo com estabilidade financeira”, no qual haverá respaldo dos empresários. O sindicalista indicou ter recebido congratulações de líderes latinos, e republicou durante a noite uma publicação do ex-presidente boliviano Evo Morales que lhe parabenizou pela vitória no Twitter.

Já o El Comércio publicou que teve acesso a um áudio do Força Popular que falou das estratégias para buscar apontar irregularidades na votação, dentro de uma estratégia mais amplas.

A Organização dos Estados Americanos (OEA) parabenizou o Peru pela disputa em segundo turno, que a entidade considerou “transparente”, segundo o chefe da missão da OEA, Rubén Ramírez. Já o Ministério da Defesa publicou uma nota pedindo aos peruanos para respeitarem o resultado do Onpe, em uma resposta aos pedidos para uma ação militar.

Publicidade