24 de fevereiro de 2021 Atualizado 15:05

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Mundo

Índia inicia vacinação de 30 milhões de pessoas

Pelo Twitter, Modi chamou de "inimaginável" o alcance do programa, em uma busca "ambiciosa" para derrotar a pandemia

Por Agência Estado

16 jan 2021 às 11:00 • Última atualização 16 jan 2021 às 11:21

O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, chamou de “vacinação em escala sem paralelo” o primeiro dia de imunização no país, que começou hoje, com prioridade para profissionais da linha de frente no combate à Covid-19, um número estimado em 30 milhões de pessoas. Pelo Twitter, Modi chamou de “inimaginável” o alcance do programa, em uma busca “ambiciosa” para derrotar a pandemia “o mais rapidamente possível”. “A Índia está pronta para fazer todo o possível por um planeta saudável”, escreveu o primeiro-ministro, mas sem maiores menções ao envio de vacinas a outros países. Segundo o líder, a Índia “é orientada por uma abordagem centrada no ser humano que sempre funcionará para promover o bem global”.

Manish Kumar, um trabalhador de saúde de 34 anos, foi o primeiro a ser vacinado no país, de acordo com a agência de notícias PTI, a qual Kumar declarou ter se voluntariado “por muitos colegas estarem com medo”.

A agência regulatória de medicamentos da Índia aprovou atualmente duas vacinas para serem usadas no país. O Serum Institute da India, com sede em Pune, fabricou a Covishield, vacina desenvolvida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, e a Covaxin, que foi desenvolvida pela Hyderabad’s Bharat Biotech em colaboração com o Conselho Médico Indiano de Pesquisa (ICMR, na sigla em inglês)) e o Instituto Nacional de Virologia.

Publicidade