24 de fevereiro de 2021 Atualizado 22:43

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Mundo

Egito: el-Sissi demonstra apoio ao governo interino da Líbia

Por Agência Estado

07 fev 2021 às 18:21 • Última atualização 08 fev 2021 às 08:12

O presidente do Egito, Abdel Fattah el-Sissi, deu seu apoio a um governo de transição que deve conduzir a vizinha Líbia até eleições previstas para o fim deste ano. Em raros comentários televisionados no sábado, el-Sissi disse que a nomeação do governo interino na sexta-feira, que inclui um Conselho Presidencial de três membros e um primeiro-ministro, foi “um passo na direção certa”.

O Fórum de Diálogo Político da Líbia, que inclui 75 delegados escolhidos pela ONU em todo o país, nomeou Mohammad Younes Menfi, um diplomata líbio do leste da Líbia, como presidente do Conselho Presidencial. O fórum também escolheu Abdul Hamid Mohammed Dbeibah, um poderoso empresário da cidade ocidental de Misrata, como primeiro-ministro.

Os três membros do conselho representam cada um uma região da velha Líbia: Tripolitânia no oeste, Cyrenaica no leste, e Fezzan no sudoeste. O Parlamento dividido tem a tarefa de confirmar o novo governo dentro de três semanas. Se não o fizer, o fórum irá confirmar. A nomeação de um governo interino põe fim a meses de negociações mediadas pela ONU que resultaram em um acordo para realizar eleições em 24 de dezembro.

“Nós os apoiamos. Estamos prontos para cooperar com eles para a recuperação da Líbia e para a preparação para as eleições”, disse el-Sissi. O líder egípcio afirmou que sua ameaça no ano passado de enviar tropas para a Líbia ajudou a “iniciar um verdadeiro período de paz” no país rico em petróleo. O Egito vê a instabilidade na vizinha Líbia como uma ameaça à segurança nacional.

Fonte: Associated Press.

Publicidade