21 de junho de 2024 Atualizado 09:11

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Economia

Ouro fecha em alta, ante enfraquecimento do dólar e dos juros dos Treasuries após CPI

Por Agência Estado

15 de maio de 2024, às 16h56

O ouro fechou em alta nesta quarta-feira, 15, em meio ao enfraquecimento do dólar e dos juros dos Treasuries, após o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) dos EUA desacelerar em abril. O dado ampliou expectativas por flexibilização monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano).

Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para junho fechou em alta de 1,48%, a US$ 2.394,90 a onça-troy.

Já a prata operou no seu maior nível desde fevereiro de 2021 e fechou em alta de 3,61%, a US$ 29,514 por onça-troy, o maior nível de fechamento desde fevereiro de 2013, segundo a Dow Jones Newswires.

Os rendimentos de títulos mais baixos impulsionaram o ouro e a prata, avalia a Navellier. As commodities também receberam apoio do dólar fraco no exterior, o que tende a baratear os bens para detentores de outras moedas, na esteira do CPI dos EUA.

O indicador veio abaixo do esperado em abril, na comparação mensal, e desacelerou na taxa anual.

Segundo a Capital Economics, o resultado do CPI norte-americano é consistente com início dos cortes de juros pelo Fed em setembro.

O TD Securities estima que dados indicando enfraquecimento da economia dos EUA devem continuar como catalisadores dos preços de metais preciosos e podem gerar uma “onda de interesse” sobre as commodities.

*Com informações da Dow Jones Newswires

Publicidade