27 de fevereiro de 2024 Atualizado 11:06

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Economia

Bolsas da Ásia fecham sem sinal único, com baixa modesta em Tóquio e Xangai

Por Agência Estado

21 de novembro de 2023, às 05h48 • Última atualização em 21 de novembro de 2023, às 07h58

Por Gabriel Bueno da Costa*

São Paulo, 21/11/2023 – Os mercados acionários da Ásia não tiveram sinal único nesta terça-feira. Xangai e Tóquio terminaram bem perto da estabilidade, com leves perdas, mas Seul foi na contramão e subiu.

A Bolsa de Xangai fechou em queda de 0,01%, em 3.067,93 pontos, e a de Shenzhen, de menor abrangência, recuou 0,39%, a 2.018,07 pontos. Sinais de apoio oficial ao setor imobiliário não melhoraram o clima geral, e ações ligadas a hardwares e semicondutores pesaram no mercado. Foxconn Industrial Internet caiu 1,0% e Luxshare Precision Industry, 1,4%. Semiconductor Manufacturing International registrou baixa de 0,6%. Já no próprio setor imobiliário, a notícia de que reguladores elaboram uma lista de 50 empresas que podem receber financiamento ajudou: China Vanke subiu 3,0% e Poly Developments & Holdings Group, 1,8%.

Na Bolsa de Tóquio, o índice Nikkei registrou baixa de 0,10%, a 33.354,14 pontos. A força do iene pressionou ações de exportadoras japonesas, mas o movimento foi limitado por ganhos em empresas ligadas a semicondutores, ante nova onda de otimismo com a inteligência artificial. A montadora Mazda Motor caiu 4,5%.

O índice Kospi, da Bolsa de Seul, fechou em alta de 0,77%, a 2.510,42 pontos. A bolsa sul-coreana teve demanda forte de investidores estrangeiros e institucionais. Ações de peso, como do setor de eletrônicos, ajudaram a confirmar o movimento. Samsung Electronics subiu 0,1%, SK Hynis teve ganho de 0,5% e LG Energy Solutions, de 0,7%.

Em Hong Kong, o Hang Seng fechou com baixa de 0,25%, em 17.733,89 pontos. O mercado chegou a subir, mas inverteu o sinal, pressionado pelo setor de tecnologia, com Xiaomi e Lenovo em quedas de 4,9% e 3,35%, respectivamente. Já o setor imobiliário avançou, com a perspectiva de apoio chinês. Longfor Group liderou os ganhos, em alta de 4,8%. Em Taiwan, o índice Taiex registrou alta de 1,20%, a 17.416,70 pontos.

Na Oceania, em Sydney o índice S&P/ASX 200 subiu 0,28%, para 7.078,20 pontos.

Contato: gabriel.costa@estadao.com

* Com informações da Dow Jones Newswires

Publicidade