O que não pode faltar na mala de quem vai ao Norte

Consultora dá dicas para quem não conhece as peculiaridades locais e o chamado "verão amazônico"


Como é inverno nesse período, na maioria das cidades brasileiras predomina o frio e as chuvas. Na região Norte, ao contrário, é o período de altas temperaturas, com sol escaldante, o que faz dessa parte do País uma opção interessante para fugir do frio.

Os atrativos são muitos, principalmente, no que diz respeito às belezas naturais, diversidade cultural e gastronomia. Para quem não conhece as peculiaridades locais e o chamado “verão amazônico” é importante ficar atento com relação ao que não pode faltar na mala.

Foto: Divulgação
O ideal ao arrumar a mala é optar por roupas de tecido leves, como algodão, porque possibilitam que o corpo respire: peças como macacão, vestidos, shorts e camisetas são as mais indicadas

A pedido da MAP Linhas Aéreas, companhia que opera voos no Amazonas e Pará, a consultora de Imagem e Estilo Malu Taciro preparou algumas dicas para os visitantes. Segundo ela, por ser uma região de calor excessivo, especialmente nessa época do ano, o ideal é optar por roupas de tecido leves, como algodão, linho, seda, renda, entre outros, porque possibilitam que o corpo respire.

Peças como macacão, vestidos, shorts e camisetas são as mais indicadas, pela praticidade de uso em diversas ocasiões e porque não dificultam a locomoção durante os passeios.

“É muito comum os turistas fazerem trilhas e passeios de barco na região. Por isso, é preciso prezar sempre pelo conforto”, disse.

Foto: Cristino Martins / Agência Pará
Alter do Chão é uma das belíssimas atrações da região Norte

Malu explica que é importante também escolher roupas com cores mais claras, que absorvem menos calor. “Não significa que é proibido usar peças de cores escuras, mas as claras são mais frescas”, destacou.

Se o roteiro de viagem incluir, por exemplo, passeios às praias de Alter do Chão, no Pará, ou aos flutuantes de Manaus, no Amazonas, a dica é colocar na mala biquínis, maiôs e saídas de banho. Para não ocupar muito espaço, a orientação é fazer rolinhos com essas peças e guardar assim na mala. Os viajantes aventureiros que gostam de trilhas podem optar por roupas de ginástica, como legging e top, frisa a consultora.

Para finalizar e compor os looks, diz ela, não pode faltar na mala rasteirinha e tênis. “Se o passeio for durante a noite, vale a pena também investir em acessórios como colares, brincos e pulseiras”, destaca.
De acordo com Malu, outros itens indispensáveis que não podem faltar na mala são óculos, chapéu, protetor solar, repelente, bronzeador.

NO AVIÃO

A gerente de aeroportos da MAP Linhas Aéreas, Thais Monteiro, chama atenção para a importância de ficar atento aos itens proibidos de serem transportados na bagagem de mão: tesouras, facas, canivetes, líquidos inflamáveis, entre outros. A lista completa pode ser consultada no site da companhia www.voemap.com.br.

Essa recomendação, expedida pela Agência Nacional de Aviação (Anac), vale para todo o território brasileiro e não somente para a região.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora