13 de agosto de 2022 Atualizado 22:03

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Casa

Lavanderia: bonita, funcional e organizada

É possível transformar a lavanderia em um espaço estratégico sem abrir mão de um belo projeto; arquitetos apontam soluções e tendências

Por Marina Zanaki

17 de março de 2022, às 07h07 • Última atualização em 17 de março de 2022, às 07h08

A área de serviço concentra múltiplas funções. Além de ser o espaço para lavar as roupas, também guarda produtos e objetos utilizados na limpeza e organização da casa. Mas se os moradores não tomarem cuidado, ela pode se transformar no “espaço da bagunça”.

Um projeto de arquitetura consegue evitar que isso aconteça, e desenhar esse ambiente de forma otimizada e funcional.

 Na Casa do Lago, projeto do arquiteto Aquiles Nícolas Kílaris e da designer de interiores Iara Kílaris, foi usada a composição clássica de vermelho e branco – Foto: Leandro Farchi

A arquiteta Manuela Lage destaca que se a lavanderia é pequena, a organização se torna ainda mais importante. “Prever espaços para os produtos de limpeza, vassouras e baldes fica ainda mais desafiador e ao mesmo tempo essencial em espaços reduzidos”, argumenta a profissional.

Ela informa que tanques embutidos na pedra e máquinas de lavar roupa com abertura frontal ajudam muito em espaços pequenos. Embaixo do tanque, por exemplo, pode ser colocado um armário, e a máquina também pode ser encaixada embaixo da pedra da bancada.

 Revestimento com desenhos do tipo ladrilho hidráulico tornam o ambiente mais alegre e colorido no projeto da arquiteta Glaucia Matias; armários deixam o espaço funcional – Foto: Glaucia Matias Arquitetura

“O importante é encaixar armário em cantinhos estratégicos e máquinas que lavem e sequem, no caso de espaços pequenos. Em lavanderias com mais espaço, pensar em armários onde seja possível organizar vassoura, rodos, aspirador de pó e pensar em uma tábua embutida para ficar bem escondidinha e ocupando menos espaço”, recomenda a arquiteta.

Bancadas

A arquiteta Bianca Rodrigues revela que uma forte tendência para esse tipo de ambiente são as bancadas niveladas, com a mesma altura para as máquinas e a cuba.

“Fica uma bancada só, de fora a fora. Como não tem emenda, evita o bolor. Embora não haja separação entre a área molhada e a seca, acaba sendo bem funcional e dando amplitude ao ambiente. Nos projetos novos, 90% optam pela bancada nivelada”, detalha a profissional.

A arquiteta defende que a área de serviço não precisa passar despercebida.

Investir em pintura lavável com cores alegres, em revestimentos e objetos de decoração fazem toda a diferença. Outra dica da profissional é ter uma boa iluminação, já que se trata de um espaço ligado a diversos processos de higienização.

 A arquiteta Bianca Rodrigues apostou em pintura lavável para dar um ar mais alegre para esta lavanderia. O amarelo contrasta com os tons claros da marcenaria e da bancada. Dois quadros decoram o ambiente com elegância – Foto: Arquiteta Bianca Rodrigues_Divulgação

Após planejar o espaço, o segundo passo é escolher um material para a
bancada da lavanderia que seja funcional e combine com a ambientação.

Um dos proprietários da Marmoraria Topazio, Rubens Pires Junior aponta que quartzo, quartzito e granito são ótimas opções, mas o granito continua sendo o mais indicado e apropriado em razão de sua resistência e custo-benefício.

“As bancadas nesse material oferecem inúmeras vantagens, pois ele é resistente a impactos, tem baixa absorção de líquidos e tem uma tolerância interessante ao sol e à temperatura. É um material que possui uma gama muito grande de cores e acabamentos. É excelente na relação custo-benefício”, recomendou.

Designer de interiores da Marcenaria Milênio, Emanuelly Alves diz que as corrediças e dobradiças dos armários merecem atenção. Como terão contato próximo com produtos fortes, é indicado que sejam feitas em aço inox. Isso vai impedir que enferrujem e evitar que precisem ser trocados com frequência.

Ela cita o MDF Ultra, que é um material mais resistente à umidade, como o indicado para fazer a parte de baixo dos armários da lavanderia, onde espirra mais água. “O ultra não é à prova d’água, mas tem uma durabilidade maior”, recomenda Emanuelly. 

 Máquinas de abertura frontal são ideais para a instalação de bancadas amplas, aproveitando e otimizando o espaço, como neste projeto do arquiteto Caique Ferreira – Foto: Junior Fiocco

Publicidade