21 de janeiro de 2021 Atualizado 21:38

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Toyota

Hilux traz mudanças sutis no visual e motor

Lançamento do novo modelo acontece primeiro na Europa e na Ásia, e carro deve chegar no Brasil até o fim do ano

Por Eduardo Rocha / Auto Press

13 jun 2020 às 10:50

A Toyota mostrou a nova cara da picape Hilux. O modelo, de oitava geração, chega agora na Europa e na Ásia com mudanças visuais na frente e traseira, melhorias no conteúdo e um novo motor turbodiesel com 2.8 litros, que passa a ser oferecido nas versões de topo da linha, como a Invencible.

Estas mesmas mudanças serão implementadas nas versões argentinas, que são exportadas para o Brasil, no quarto trimestre deste ano, como linha 2021.

Toyota Hilux tem mudanças sutis de visual e motor, e está prevista para chegar ao Brasil até o fim do ano – Foto: Divulgação

No visual, os faróis da nova Hilux têm o mesmo formato externo, mas o feixe em led saiu da parte superior e foi para o interior do conjunto ótico. Na versão Invencible, a moldura da grade cresce e agora engloba a entrada de ar na parte inferior do para-choque, com uma grossa barra horizontal em plástico injetado dividindo o conjunto.

Por dentro, não houve mudanças estéticas nos painéis e consoles. Apenas a moldura da tela do sistema multimídia cresceu para integrar botões giratórios, mas manteve o tamanho de 8 polegadas.

No mercado em que foi lançada, a nova Hilux recebia apenas um motor turbodiesel 2.4 com 150 cv de potência e 40,8 kgfm de torque. Já o novo propulsor supera até mesmo as especificações do motor 2.8 litros usado na versão feita na Argentina. Ele rende 204 cv e 51 kgfm contra os 177 cv e 45,9 kgfm do modelo construído em Zárate, na região de Buenos Aires.

Caso seja adotado no Brasil, faria com que a Hilux se aproximasse em desempenho das rivais Ford Ranger e Chevrolet S10, que oferecem 200 cv de potência. As vendas da nova Hilux começarão este ano na Europa Oriental e Ásia em julho e na Europa Ocidental em outubro – mesma época que o modelo deve chegar ao mercado brasileiro.

Publicidade