17 de abril de 2021 Atualizado 23:00

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Vasco empata clássico contra o Botafogo no final e segue sem vencer no Carioca

Por Agência Estado

21 mar 2021 às 20:31 • Última atualização 22 mar 2021 às 09:18

Um gol de Carlinhos nos minutos finais do clássico entre Vasco e Botafogo, neste domingo, no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, definiu um empate frustrante nas pretensões de ambos. Um deixou escapar a chance de chegar ao G4 pela primeira vez no Campeonato Carioca e o outro segue sem triunfos na temporada, afundado em penúltimo lugar.

Buscando reconstrução após rebaixamento no Campeonato Brasileiro, Vasco e Botafogo seguem caminhos distintos na temporada. Em comum, apenas a classificação à segunda fase da Copa do Brasil e os lamentos pela igualdade no clássico. Do mais, campanhas bem diferentes no Estadual.

O Botafogo sofreu neste domingo o seu primeiro gol em cinco jogos disputados, somando a goleada na Copa do Brasil. Mas segue sem perder. Arrumar a defesa foi a prioridade do técnico Marcelo Chamusca no processo de reconstrução da equipe. Os zagueiros Marcelo Benevenuto e Kanu estavam “invictos” até este domingo e mostram firmeza antes da reestreia do experiente argentino Joel Carli.

O empate no fim neste domingo quebrou a sequência invicta sem gols e custou caro. Melhor ao longo dos 90 minutos, o Botafogo finalmente entrava no G4. Subia para terceiro, com oito pontos, e podia ganhar até com folga no placar. Contudo, pecou na hora de ampliar, falhando em vários contragolpes na fase final.

Reforço para a temporada, o lateral-esquerdo Zeca, em um bate e rebate dentro da área, tentou cortar finalização e tocou contra as próprias redes. O Botafogo foi para o vestiário com vantagem. Carlinhos salvou a pele do defensor no fim, para alívio dos vascaínos.

A fase, porém… O técnico Marcelo Cabo vem sofrendo muito para fazer o elenco entender a sua metodologia. Já vinha de participação ruim diante da Caldense, na Copa do Brasil, e novamente deixou a desejar no clássico.

Foram poucas chances criadas, apesar de uma bola no travessão e de chute forte de Zeca. Porém, o time sente bastante a falta de seus argentinos. Benítez foi para o São Paulo e deixou um vácuo na armação. E com Germán Cano machucado, o ataque perde muito de seu poder. Talles Magno, Tiago Reis e Vinícius até se esforçam, mas pouco produzem.

Se o futebol segue aquém do esperado, a sorte parece firme e lado a lado. Pelo segundo jogo seguido o oponente jogou melhor, teve chances, mas no fim o Vasco é quem acabou festejando um 1 a 1. Contra a Caldense valeu vaga e, neste domingo, a salvação da terceira derrota em quatro rodadas.

O gol do alívio pelo placar, não pela campanha, veio em um escanteio cruzado para a área por Marquinhos Gabriel. Laranjeira desviou e Carlinhos salvou o Vasco. Novamente em São Januário, o time buscará “desencantar” contra o Macaé. O Botafogo faz o clássico com o Flamengo. A rodada será no meio de semana.

FICHA TÉCNICA

VASCO 1 x 1 BOTAFOGO

VASCO – Lucão; Zeca, Ernando (Miranda), Ricardo Graça e MT (Vinícius); Bruno Gomes, Andrey (Carlinhos), Marquinhos Gabriel e Gabriel Pec; Talles Magno (Laranjeira) e Tiago Reis (Léo Matos). Técnico: Marcelo Cabo.

BOTAFOGO – Douglas Borges; Jonathan, Marcelo Benevenuto, Kanu e Paulo Victor (Felipe Ferreira); José Wellison (Gilvan), Rickson (Ênio) e Matheus Frizzo (Kayque); Warley, Matheus Babi (Rafael Navarro) e Marcinho. Técnico: Marcelo Chamusca.

GOLS – Zeca (contra), aos 34 minutos do primeiro tempo; Carlinhos, aos 41 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Gabriel Pec e Zeca (Vasco); Paulo Victor e Marcelo Benevenuto (Botafogo).

ÁRBITRO – Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa).

RENDA E PÚBLICO – Jogo com portões fechados.

LOCAL – Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Publicidade