22 de abril de 2024 Atualizado 23:35

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Saiba por que técnico do Corinthians não pôde dar entrevista após jogos na Sul-Americana

Por Agência Estado

03 de abril de 2024, às 16h34

António Oliveira, técnico do Corinthians desde fevereiro, foi impedido de dar entrevista coletiva após o jogo de estreia da equipe na Copa Sul-Americana. O treinador também não assinou a súmula do jogo como comandante do time, função assumida pelo auxiliar-técnico Bruno Lazaroni. A restrição não interfere no trabalho do português à beira do gramado.

Para terem permissão para atuar oficialmente como técnicos em campeonatos organizados pela Conmebol, treinadores precisam de uma licença especial. Um acordo com a Uefa, por exemplo, permite que técnicos europeus usem a sua certificação para atuar profissionalmente em partidas da Sul-Americana e da Copa Libertadores.

António Oliveira, no entanto, ainda não possui a Licença Uefa Pro. Apesar de ter concluído os cursos necessários para a licença em outubro do ano passado, enquanto estava à frente do Cuiabá, o técnico português ainda não recebeu o certificado exigido pela confederação.

Em 2021, pelo mesmo motivo, o português não assinou os jogos como treinador do Athletico-PR na Copa Sul-Americana. Por conta disso, ele também não pôde participar da entrevista coletiva realizada no pós-jogo e foi novamente substituído por Lazaroni.

“Ele já cumpriu a licença Pro da Uefa, mas parece que o certificado só vai vir em maio. Por conta disso, a Conmebol acabou não aceitando. No clube anterior onde trabalhamos juntos, o Athletico-PR, acabou acontecendo da mesma maneira. O Paulo Autuori funcionava como ‘diretor técnico’, como chamamos. Na beira de campo, ele (António) ficava na beira de campo, como aconteceu hoje”, explicou o auxiliar-técnico na entrevista coletiva, após o empate por 1 a 1 com o Racing, do Uruguai.

Com a previsão de que o técnico receba seu certificado somente em maio, o técnico António Oliveira ficará sem dar entrevistas coletivas na Sul-Americana por mais dois jogos, contra o Nacional, no dia 9, e o Argentinos Juniors, no dia 23.

Publicidade