22 de setembro de 2020 Atualizado 08:51

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Futebol

Real Madrid perde para o Betis e deixa Barcelona na liderança do Espanhol

Por Agência Estado

08 mar 2020 às 19:39 • Última atualização 27 abr 2020 às 12:01

O Real Madrid perdeu por 2 a 1 para o Betis, fora de casa, e deixou a liderança do Campeonato Espanhol escapar neste domingo. Com atuação abaixo da crítica, a equipe comandada por Zidane saiu atrás com gol do zagueiro brasileiro Sidnei, chegou a buscar o empate, em pênalti convertido por Benzema, mas sofreu a justa derrota pelos pés de Tello, já no fim da partida.

Uma semana depois de retomar a ponta ao vencer o Barcelona, o time da capital estacionou nos 56 pontos e foi novamente superado pelo arquirrival, que chegou a 58 após bater a Real Sociedad neste sábado. Faltam 11 rodadas para o fim da competição. Na próxima sexta-feira, o Real recebe o Eibar (16º) no Santiago Bernabéu.

A vitória deste domingo representou para o Betis o fim de um jejum de sete partidas – seis delas pelo Espanhol. O time ocupa o 12º lugar, com 33 pontos. Na próxima rodada, fará clássico contra o Sevilla, na casa do rival.

O primeiro tempo foi de surpresa para quem esperava um Real Madrid empolgante após a vitória no clássico contra o Barcelona. O que se viu, na verdade, foi uma equipe pouquíssimo inspirada, que assistiu ao domínio do Betis. Com Valverde no banco e Isco lesionado, o meio-campo apresentou pouca mobilidade e nenhuma criatividade.

Vinícius Júnior, como de costume, era o mais acionado no setor ofensivo. E foi do brasileiro que saiu a primeira boa oportunidade da partida, aos 16. Depois de receber pela esquerda, ele limpou a marcação e chutou rasteiro, com perigo, à direita do gol de Joel Robles.

A partir daí, só deu Betis. Bartra desperdiçou oportunidade incrível aos 28, quando estava sozinho na área e cabeceou para fora. Oito minutos depois, Courtois salvou um chutaço de Fékir no ângulo. Aos 40, não teve jeito. Sergio Ramos se atrapalhou ao tentar afastar o perigo e a bola sobrou na direita para Sidnei, que acertou uma bomba na gaveta para abrir o placar.

O brasileiro teve poucos minutos como herói. Aos 46, ele derrubou Marcelo na área e o árbitro marcou pênalti. Benzema bateu no canto e encerrou jejum de seis partidas sem marcar. Foi a única finalização certa do Real Madrid em toda a etapa inicial. O francês é o vice-artilheiro do Espanhol, com 14 gols, atrás apenas de Messi, que tem 19.

O empate que caiu do céu não mudou a postura do time de Zidane na volta do intervalo. O lado direito, em especial, nada produzia. Com o zagueiro Militão improvisado na lateral e Lucas Vázquez na ponta, o setor era um ponto de tranquilidade para a defesa do Betis.

O veterano Joaquín, de 38 anos, era um dos melhores em campo para o time da casa. Mas o meia perdeu grande chance de recolocar sua equipe na frente, aos dez, quando recebeu de Canales em contra-ataque fulminante, driblou Courtois e chutou torto com a perna esquerda. Atento ao lance, Modric impediu que a bola entrasse.

Uma lesão de Marcelo, aos 14, forçou Zidane a substitui-lo por Mendy. Pouco depois, a equipe finalmente se deu conta de que precisava da vitória para manter a liderança. Na melhor chance da virada, aos 25, Robles espalmou chute forte de Modric; no rebote, Mendy acertou o travessão, com leve toque do goleiro.

A reação tardia não surtiu efeito. Para deixar a situação ainda pior, aos 37, o Real Madrid sofreu o segundo. Benzema errou passe no campo de defesa, Guardado serviu Tello e o atacante não perdoou. Aos 44, Sergio Ramos jogou para fora, de cabeça, a última boa chance do empate.

Mais cedo, o Osasuna (11º) afundou o Espanyol na lanterna da competição ao vencer os catalães por 1 a 0, em casa. Na luta contra o rebaixamento, o Valladolid (15º) foi goleado em casa pelo Athletic Bilbao (10º) por 4 a 1.

Em Valencia, Levante (12º) e Granada (9º) ficaram no empate por 1 a 1. Mesmo na vice-lanterna, o Leganés surpreendeu o Villarreal (8º) fora, por 2 a 1, e ganhou fôlego extra na disputa pela permanência na primeira divisão.

Publicidade