06 de junho de 2020 Atualizado 11:14

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Futebol

Neymar diz que treinos físicos em casa vão ajudá-lo a voltar ‘no mesmo nível’

Por Agência Estado

02 abr 2020 às 19:35 • Última atualização 27 abr 2020 às 11:58

Após a suspensão dos campeonatos devido à pandemia do novo coronavírus, Neymar retornou ao Brasil e chegou a ser alvo de críticas da imprensa internacional ao compartilhar fotos jogando futevôlei em sua mansão em Mangaratiba, no Rio. Agora, o craque explica que tudo faz parte da preparação física para retornar aos gramados “no mesmo nível”.

“Esperamos que esse momento trágico seja superado e que possamos todos retomar nossas atividades o quanto antes. Tenho acompanhado as notícias sobre a pandemia no mundo. O momento é de proteger nossas famílias e esperar tudo isso passar, porque vai passar”, disse Neymar.

O brasileiro revelou que parte dos seus treinamentos já era feito em casa. E tem aproveitado o distanciamento social para focar na sua forma física. “Prepararam um planejamento intenso de treinamento para que eu esteja pronto assim que os campeonatos retornarem”, conta.

As atividades estão sendo coordenadas pelo preparador físico Ricardo Rosa, que também destacou que a manutenção do condicionamento é o principal foco das atividades realizadas com Neymar. “Temos feito a manutenção do que ele adquiriu na temporada, porque estamos em plena temporada. Ele não está de férias, então temos que mantê-lo em nível de alta performance. Variamos o máximo possível, usando a estrutura que temos na casa e no condomínio”, explica.

Em sua mansão, Neymar conta com academia, quadra de cimento e caixa de areia. A estratégia de Ricardo Rosa é manter “muito trabalho de força na areia e o trabalho mais específico é o de jogo, como futevôlei e outras atividades”.

Neymar vivia grande fase no Paris Saint-Germain antes da pandemia do novo coronavírus paralisar os campeonatos. O brasileiro havia sido decisivo para a classificação do PSG nas oitavas de final da Liga dos Campeões. “O momento da paralisação dos campeonatos era o melhor do PSG. Nosso último compromisso, o jogo contra o Borussia, mostrou que estávamos muito bem preparados e condicionados”, relembra.