Seleção feminina leva virada da Colômbia e disputará o bronze do vôlei no Pan


A seleção brasileira feminina de vôlei decepcionou neste sábado nos Jogos Pan-Americanos. Pelas semifinais, até venceu os dois primeiros sets, mas depois permitiu a virada da Colômbia, que ganhou por 3 a 2, com parciais de 22/25, 25/27, 25/14, 28/26 e 15/9 para se garantir na decisão em Lima.

A final, com a presença da Colômbia, está agendada para as 13 horas (de Brasília) deste domingo. Já a disputa pelo bronze foi marcada para as 11h. E encerrará uma campanha em que a seleção venceu duas vezes – Porto Rico e Estados Unidos -, mas também perdeu duas – o outro tropeço foi diante da Argentina.

A seleção ganhou os dois primeiros equilibrados sets da semifinal, mas perdeu fácil o terceiro e desperdiçou a chance de fechar o duelo no quarto, antes de sucumbir às colombianas no tie-break.

Em 2019, a seleção feminina foi vice-campeã da Liga das Nações, que teve sua fase final sendo realizada em Nanquim, na China. Além disso, se classificou na semana passada aos Jogos de Tóquio, através de torneio pré-olímpico disputado em Uberlândia. Agora, em Lima, Zé Roberto optou por não levar algumas das suas principais jogadoras, como Gabi, Natália, Bia e Tandara.

O técnico José Roberto Guimarães escalou o Brasil neste sábado com Macris, Lorenne, Maira, Paula Borgo, Mara e Lara, além da líbero Natinha. E ainda acionou Mayanni, Lana, Tainara e Juma durante o duelo. Lorenne fez 20 pontos para a seleção, que sofreu com os 28 de Amanda Coneo e os 27 de Maria Margarita Martinez, líderes de uma histórica vitória para o vôlei colombiano.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora