Judocas brasileiros conquistam três medalhas no Aberto de Perth


O judô brasileiro subiu três vezes ao pódio nesta segunda-feira no Aberto de Perth, na Austrália. Rafael Macedo (90kg) conquistou a medalha de prata, enquanto Eduardo Yudy (81kg) e Beatriz Souza (+78kg) faturaram o bronze.

Macedo iniciou a sua participação em Perth com três vitórias por ippon. O peso médio superou Iniki Uera, de Nauru, e Tomasz Szczepaniak, da Polônia, com imobilizações, e Li Kochman, de Israel vice-campeão europeu e número 21 do mundo, o projetando.

Na final, contra o russo Mikhail Igolnikov, superado pelo brasileiro na decisão do Mundial Júnior de 2014, foi derrotado. Ainda assim, somou 490 pontos, o que deverá colocá-lo em 14º lugar no ranking mundial.

“Foi muito importante para mim essa medalha. Sinceramente, a competição estava mais forte do que eu esperava, mas foi muito bom, fiz boas lutas. Queria sair com o ouro, mas, dessa vez não consegui. O trabalho continua para as próximas competições de 2019”, afirmou Macedo.

O meio-médio Yudy venceu Joshter Andrew, de Guam, por ippon, mesmo golpe aplicado diante de Damian Stepien, da Polônia, e Murad Fatiyev, do Azerbaijão. Na semifinal, porém, perdeu para o russo Aslan Lapinagov, número 7 do mundo. Na luta pelo bronze, superou o turco Vedat Albayrak, número 4 do mundo. Com esse desempenho deverá subir para 21ª colocação no ranking mundial.

Cabeça de chave número 1 na Austrália, a peso pesado Beatriz estreou com vitória sobre Sydnee Andrews, da Nova Zelândia. Perdeu, por imobilização, nas semifinais, para Rochele Nunes, de Portugal. Mas conquistou o bronze com o ippon sobre a espanhola Sara Alvarez. Foi a sétima medalha da brasileira no circuito mundial, sendo que ela ocupa o sétimo lugar no ranking.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora