24 de Maio de 2020 Atualizado 09:35

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

RETOMADA

Governo britânico decide que Campeonato Inglês poderá voltar em junho

O isolamento social e a quarentena foram impostos no país em março, o que impediu a continuação do torneio

Por Agência Estado

11 Maio 2020 às 11:47 • Última atualização 11 Maio 2020 às 12:25

O Campeonato Inglês poderá voltar a ser disputado em junho, informou o governo britânico nesta segunda-feira. A definição consta em um guia com determinações sobre a gradual flexibilização do lockdown na Inglaterra. E prevê que o retorno dos jogos de futebol aconteçam sem a presença da torcida nos estádios.

O isolamento social e a quarentena foram impostos no país em março, o que impediu a continuação do Campeonato Inglês, paralisado na 29ª rodada (são 38 no total). A liberação das partidas faz parte do “Passo Dois” do guia divulgado pelo primeiro-ministro Boris Johnson.

A medida liberando as restrições de lockdown nesta fase inclui “permitir a realização de eventos esportivos e culturais, somente com os portões fechados, e liberados somente para transmissão televisiva, evitando o alto risco de contato social”. O “Passo Dois” só estará em funcionamento a partir do dia 1º de junho “desde que estas condições sejam atendidas”.

O documento do governo diz ainda que a liberação dos torcedores nos locais dos jogos “só poderão se tornar totalmente possível mais tarde, dependendo da redução do número de infectados”. Desta forma, é possível que o Inglês seja finalizado sem a presença de torcida nos estádios.

Quanto a outras modalidades, entidades que comandam o críquete e o rúgbi, outros esportes populares na Inglaterra, já avisaram que não vão retomar suas ações antes de julho. No caso do turfe, havia a expectativa de voltar ainda neste mês de maio, o que agora não será mais possível.

O guia do governo britânico sobre a flexibilização do lockdown foi publicado no mesmo dia em que os clubes do Inglês vão se reunir para definir como será o retorno aos gramados. O chamado “Projeto Reinício” já conta com polêmica porque prevê a disputa das partidas em um menor número de sedes para evitar maior movimentação dos times pelo país.

Liverpool disputou o Mundial de Clubes em dezembro de 2019; no Inglês, time lidera com folga – Foto: Liverpool FC / Divulgação

As sedes seriam neutras, como o tradicional estádio de Wembley. Mas os times menores já demonstraram oposição à ideia. Eles argumentam que esta medida beneficiaria os clubes maiores.

Quando foi paralisado, o Campeonato Inglês tinha o Liverpool na liderança disparada, com 82 pontos, 25 à frente do vice-líder Manchester City. O tradicional clube inglês precisa de apenas duas vitórias para selar o título nacional.