Guarani encerra preparação para jogo contra o Oeste com duas dúvidas na escalação


Com treinamento fechado à imprensa, o Guarani encerrou na manhã desta sexta-feira a preparação para a partida contra o Oeste, neste sábado, às 16h30, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP), em duelo válido pela 21.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Sob comando de Thiago Carpini, o time fez uma atividade secreta, na qual o interino pôde realizar testes nas posições em que ainda carrega dúvidas e trabalhou jogadas ensaiadas.

As principais indefinições no time titular estão no meio de campo e no ataque. Com o volante Deivid suspenso, Marcelo e Ricardinho brigam pela vaga – o primeiro, aparentemente, está em vantagem na disputa por ter características mais semelhantes em relação ao companheiro que vai substituir.

“Vou levar mais um pouco essa dúvida. O Marcelo é o mais próximo da característica do Deivid. Então, preciso pensar um pouco em relação ao Oeste entre perdas e ganhos nessa escolha. O objetivo é que, ao escolher o jogador, não fuja do padrão e da estrutura criada. Por enquanto, é preciso fazer as trocas mais simples possíveis. O arroz com feijão bem feito”, declarou Carpini.

Outro ponto de interrogação no time titular é no sistema ofensivo. Michel Douglas, desfalque nas duas últimas vitórias por incômodo no joelho, pode retornar. O centroavante treinou normalmente ao longo da semana, mas tem participação incerta até por não estar na plenitude física – o atacante Nando, contratado na última semana, está descartado entre os iniciais.

“O Michel Douglas treinou a semana toda. O feedback vai ser dele. A dúvida não será minha. Se ele disser que está bem… o departamento médico já liberou. Ele tem algumas inseguranças. Vou ter uma conversa bem franca com ele para definir essa situação. Trabalhei alguns esquemas. Posso usar, talvez, até dois jogadores de mobilidade como foi diante do Londrina, com Renanzinho ou Lucas Crispim. São alternativas, nas quais vou pensar na melhor definição. Vou tomar atitude em cima do que o jogador me passar. Eu preciso de 110%. Se estiver com 80%, vou segurar”, explicou Carpini.

“Nando chegou na terça-feira, é um atleta que já conheço, mas não inicio com ele os 90 minutos. Respeito um critério e coerência. Ele vai receber sua chance no momento em que entendermos ser o melhor, assim como todos os outros. Vou respeitar uma ordem para, aos poucos, ser inserido no contexto. Vai trabalhar mais e buscar seu espaço”, arrematou o treinador.

A provável escalação do Guarani é: Klever; Bruno Souza, Bruno Lima, Luiz Gustavo e Thallyson; Marcelo (Ricardinho), Igor Henrique, Arthur Rezende e Bady; Davó e Michel Douglas (Lucas Crispim).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora