Emocionado e sem dormir, Marcelo Lomba pede desculpas por expulsão em Gre-Nal


Visivelmente emocionado, o goleiro Marcelo Lomba fez um pronunciamento, nesta segunda-feira à tarde, para pedir desculpas e reconhecer ter errado no lance da expulsão no Gre-Nal de domingo. O jogador do Internacinoal afirmou que não conseguiu dormir por causa do cartão vermelho recebido aos cinco minutos do segundo tempo do clássico com o Grêmio, no qual o rival venceu por 2 a 0.

“Eu já me atiro para pegar a bola com as mãos. Não fui para dar uma voadora. Saiu do meu controle. Levantei a perna mais que o normal, fui com força desproporcional. Era para vermelho, passível de expulsão. Não sabia se ele viria dividir e extrapolei. O campo estava muito molhado deslizei mais do que esperava. Peço desculpas ao Luciano se arrisquei a integridade dele”, disse o goleiro colorado.

Lomba saiu do gol para impedir o avanço do atacante Luciano e teve êxito parcialmente. Na sequência do lance, o goleiro se atirou com as pernas abertas, de forma violenta, e pegou a bola com as mãos. Detalhe: o jogador do Grêmio estava impedido.

“Fiquei muito chateado. Foi a primeira vez que fui expulso por uma falta, um lance mais ríspido. É difícil até para dormir, sendo que você prejudicou a equipe. Estou até constrangido. Quando a bola foi enfiada, percebi que estava impedido. A recomendação pede para não marcar. Eu fico cara a cara com o Luciano, tiro a bola. Quando tiro, deixa de ser lance claro, na minha cabeça. Tinha certeza que era impedimento. Todo mundo sabia que era”, afirmou Lomba. Com a saída do goleiro, o técnico Zé Ricardo precisou trocar Guilherme Parede para a entrada do goleiro reserva Danilo Fernandes.

Com 46 pontos, o Internacional é o sétimo colocado. O time, que vai lutar para retornar à zona de classificação da Copa Libertadores, volta a jogar na quinta-feira, quando visitará o Ceará, no Castelão.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora