De luto por morte de Calçada, Vasco inicia preparação para pegar Goiás no domingo


Um minuto de silêncio e um Pai-Nosso. Foi desta forma que os jogadores do Vasco e a comissão técnica prestaram, antes do treino desta terça-feira à tarde, homenagem a Antônio Soares Calçada, presidente mais vitorioso da história do clube, que faleceu na última segunda.

Os atletas utilizaram uniforme preto para representar o luto pela morte do ex-dirigente, que morreu aos 96 anos, no Rio, vítima de complicações provocadas por uma infecção abdominal. Figura lendária da história vascaína, ele se tornou presidente de honra do clube após deixar de ocupar o posto de principal mandatário do clube.

Na atividade desta segunda à tarde, os jogadores hoje considerados reservas participaram de um coletivo contra o time sub-20 do clube. A boa notícia foi a presença do zagueiro Breno, que, recuperado de cirurgia no joelho esquerdo, treinou normalmente e poderá ser relacionado para o jogo de domingo, às 19 horas, contra o Goiás, no Serra Dourada, em Goiânia, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Os jogadores que atuaram por mais de 45 minutos no empate por 0 a 0 com CSA, no último domingo, em Cariacica (ES), pela rodada passada do Brasileirão, realizaram apenas um trabalho regenerativo nesta terça-feira.

O Vasco volta a treinar, em dois períodos, nesta quarta, quando o técnico Vanderlei Luxemburgo vai começar a definir o time que colocará em campo no fim de semana. Fora de casa, o time carioca precisa de um bom resultado para fugir das últimas colocações da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro.

A equipe cruzmaltina é apenas a 15ª colocada, com 14 pontos, e tenta se distanciar da zona de rebaixamento, hoje encabeçada pela Chapecoense, 17ª, com 10 pontos. São três vitórias, cinco empates e cinco derrotas em 13 jogos disputados neste Brasileirão. O poder ofensivo do Vasco é o quarto pior da competição, com apenas 12 gols marcados, ao lado do rival Botafogo. A sua defesa foi vazada 18 vezes.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora