Após polêmica, confederação africana declara Espérance campeão continental


Após uma batalha jurídica envolvendo até a Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês), o Espérance foi declarado campeão da Liga dos Campeões da África, nesta quarta-feira, por decisão da Confederação Africana de Futebol (CAF). Assim, o time tunisiano ganhou a vaga no Mundial de Clubes da Fifa.

A polêmica foi encerrada em decisão anunciada pelo Comitê Disciplinar da CAF, que voltou a analisar o caso nesta quarta, após decisão da CAS. A entidade manteve o placar da final, disputada entre o Espérance e o Wydad Casablanca, do Marrocos. Os tunisianos venceram por 1 a 0.

O jogo, porém, foi marcado por forte polêmica em seus minutos finais. Os jogadores do Wydad Casablanca abandonaram o campo quando tiveram um gol anulado por impedimento, em sinal de protesto pelo não funcionamento do árbitro de vídeo (VAR).

Na sequência, a CAF considerou que a partida não reuniu as condições necessárias de organização e segurança e, assim, o Espérance teve de devolver o troféu conquistado. Após reclamações de ambos os times junto à entidade continental, Espérance e Wydad acionaram a Corte Arbitral do Esporte, na Suíça.

O caso foi analisado pelo tribunal internacional esportivo na semana passada, que decidiu por anular determinação anterior da CAF, que pretendia realizar novamente a partida. Os dois clubes solicitaram que a decisão da competição fosse anulada, o que o CAS aceitou, mas cada um pediu para ser proclamado campeão da Liga dos Campeões. Mas não tiveram sucesso nesse ponto.

Por fim, a CAS definiu que a decisão final caberia à própria CAF, que se reuniu nesta quarta para analisar novamente o caso e proferir sua decisão final. Como o episódio já “subiu” e voltou da CAS, o Wydad Casablanca não teria mais como apelar desta decisão final, a não ser que recorra à Justiça comum, o que é banido pela Fifa.

Com a decisão desta quarta, o Espérance vai se juntar aos demais times já classificados para o Mundial de Clubes: o Liverpool, campeão da Liga dos Campeões da Europa; o Monterrey, vencedor da Liga dos Campeões da Concacaf; o Hienghène Sport, campeão da Oceania; e o anfitrião Al-Sadd.

Falta definir ainda os times que vão representar a Conmebol (o futuro campeão da atual edição da Copa Libertadores) e a Confederação Asiática de Futebol. O Mundial será disputado entre 11 e 21 de dezembro, no Catar.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora