15 de abril de 2024 Atualizado 23:49

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Flamengo empata com Millonarios na estreia da Libertadores, mas segue invicto em 2024

Por Agência Estado

03 de abril de 2024, às 09h37

Virtual campeão do Campeonato Carioca, competição na qual tem tudo para vencer de forma invicta, com apenas um gol sofrido e 28 marcados em 15 jogos oficiais disputados, o Flamengo poderia ter estreado, nesta terça-feira, com um resultado ainda melhor na fase de grupos da Copa Libertadores. Mesmo na altitude de Bogotá, capital colombiana, que é localizada a 2.640 metros do nível do mar, o time carioca saiu na frente no placar, mas acabou empatando com o Millonarios, por 1 a 1, no estádio El Campín.

Pedro abriu o placar de pênalti já no segundo tempo e Daniel Ruiz deixou tudo igual. Este gol acabou com uma série histórica do goleiro Rossi, que ficou 1.084 minutos sem sofrer gol, mas se tornou o goleiro do Flamengo que ficou mais tempo sem levar gols na história.

O time comandado por Tite, que é cotado para disputar todos os títulos que irá disputar na temporada – Libertadores, Brasileirão e Copa do Brasil -, devido a suas muitas estrelas, soma o primeiro ponto no Grupo E e fica empatado com o time colombiano. A chave ainda conta com Palestino, do Chile, e Bolívar, da Bolívia. Os adversários se enfrentam na quinta-feira, às 21h, no Chile.

Nesta temporada, o Flamengo busca o tetra da Libertadores – já tem os títulos de 1981, 2019 e 2022. No ano passado, caiu para o Olimpia, do Paraguai, ainda nas oitavas de final. Após vencer o primeiro jogo por 1 a 0, no Maracanã, perdeu por 3 a 1 em Assunção.

Em seu retorno ao Brasil, o time carioca tem mais um jogo decisivo, a final do Carioca, no domingo, às 17h, no Maracanã, contra o Nova Iguaçu. No jogo de ida, venceu por 3 a 0.

Mesmo jogando fora de casa, o Flamengo teve a chance de abrir o placar logo aos quatro minutos, com Vinã. O uruguaio recebeu um lançamento livre na área, mas acabou chutando por cima do gol. Do outro lado, o Millonarios respondia em jogadas aéreas que levaram perigo ao gol de Rossi.

A melhor chance veio aos 36 minutos, quando Alfonzo cruzou e Leonardo Castro cabeceou na trave. Nos minutos finais, o duelo seguiu movimentado, mas o primeiro tempo terminou mesmo zerado em Bogotá.

As maiores emoções ficaram reservadas para o segundo tempo. E, o Flamengo conseguiu abrir o placar aos 16 minutos. Larry Vásquez derrubou Arrascaeta na área e foi expulso. Além disso, o árbitro marcou pênalti. Pedro foi para a cobrança e não desperdiçou, chutando alto no meio do gol. Com a vitória quase certa, já que além da vantagem no placar tinha um jogador a mais, o Flamengo viu o Millonarios empatar. Aos 34 minutos, depois de uma bobeada de Pulgar, Emerson Rivaldo que havia acabado de entrar, cruzou na medida para Daniel Ruiz, que completou para o fundo da rede, com um chute de perna esquerda.

Depois disso, o time carioca foi para o abafa, mas não conseguiu voltar a ficar na frente do placar. Por isso, o jogo no estádio El Campín, terminou empatado por 1 a 1.

FICHA TÉCNICA

MILLONARIOS-COL 1 X 1 FLAMENGO

MILLONARIOS-COL – Álvaro Montero; Delvin Alfonzo, Moreno Paz, Vargas e Jhoan Hernández; Larry Vásquez, Giraldo, Cataño (Daniel Ruiz) e David Silva (Beckham Castro); Leonardo Castro (Juan Pereira) e Santiago Giordana (Emerson Rivaldo). Técnico: Alberto Gamero.

FLAMENGO – Rossi; Varela (Evertton Araújo), Fabrício Bruno, David Luiz e Viña (Ayrton Lucas); Erick Pulgar, Igor Jesus (Allan) e Arrascaeta; Everton Cebolinha, Pedro (Luiz Araújo) e Bruno Henrique. Técnico: Tite.

GOLS – Pedro, pênalti, aos 18 e Daniel Ruz, aos 34 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Leonardo Castro e Luiz Araújo.

CARTÃO VERMELHO – Larry Vásquez.

ÁRBITRO – Dario Herrera (ARG).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis

LOCAL – Estádio El Campín, em Bogotá (COL).

Publicidade