15 de junho de 2024 Atualizado 08:42

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Espanha confirma técnico Luis de la Fuente até a Copa do Mundo de 2026

Por Agência Estado

04 de junho de 2024, às 18h49

A Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) confirmou nesta terça-feira a permanência do técnico Luis de la Fuente até a Copa do Mundo de 2026. O vínculo do treinador terminaria em junho deste ano, mas ele já havia sido avisado desde fevereiro que a entidade iria acionar a cláusula de renovação, o que de fato ocorreu. A decisão só aumenta mais a confiança sobre o comando em véspera de uma Eurocopa.

“Estou calmo. Estamos fazendo um trabalho muito bom. Ambas as partes estão satisfeitas. Sabíamos que (essa notícia) chegaria no momento certo. Estamos satisfeitos por ter sido hoje (terça-feira). Amanhã (quarta) começamos a competir e pensamos que era o momento certo para reforçar a posição do treinador e da equipa técnica. Assumi a responsabilidade desde o primeiro dia”, disse De la Fuente.

Luis de la Fuente assumiu o comando da equipe em dezembro de 2022, logo após a Copa do Mundo, e levou a Espanha à conquista da Liga das Nações de 2023, um título muito celebrado após mais de uma década sem sucesso. Além disso, conseguiu levar a seleção para a Eurocopa.

O treinador dirigiu a seleção em 13 jogos, com um balanço de nove vitórias, dois empates e apenas duas derrotas, incluindo o empate por 3 a 3 com o Brasil. Antes de assumir a equipe principal, comandou as categorias de base, tendo conquistado a medalha de prata na Olimpíada de Tóquio.

“Há uma atmosfera excepcional na seleção. É um grupo muito unido no qual os recém-chegados se adaptam facilmente. Não vejo nervosismo ou tensão. Vejo muito entusiasmo e vontade de conquistar esse título”, afirmou.

A Espanha estreia na Eurocopa no dia 15 de junho, frente à Croácia, no estádio Olímpico de Berlim. Antes, terá dois jogos preparatórios. O primeiro diante da Andorra, nesta quarta-feira, em Badajoz, na Espanha. Depois pegará a Irlanda do Norte.

Publicidade