17 de junho de 2024 Atualizado 12:38

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Seleção Brasileira

Endrick rejeita comparações a Pelé e critica imprensa: ‘Vocês são malucos’

Ao marcar contra o México, atacante igualou marcas de Pelé e Coutinho sobre gols antes da maioridade na seleção

Por Agência Estado

09 de junho de 2024, às 14h41 • Última atualização em 09 de junho de 2024, às 16h29

Ao marcar nos acréscimos da partida contra o México no último sábado, Endrick não apenas garantiu mais uma vitória do Brasil como também igualou uma marca de dois lendários jogadores da seleção brasileira: Pelé e Coutinho.

Assim como o atual camisa 9, a ex-dupla do Santos também conseguiu balançar a rede pelo menos três vezes antes de atingir a maioridade – no caso de Pelé, foram 11 gols anotados em jogos considerados pela Fifa e mais um que entra nas contas somente da CBF, contra o Corinthians. Endrick, assim como Pelé, marcou em três jogos consecutivos ainda sendo menor de idade. Apesar do feito, o jovem rechaça comparações com jogadores do passado ou do presente.

Atacante Endrick
Atacante Endrick fez o gol da vitória do Brasil no amistoso contra o México – Foto: Rafael Ribeiro / CBF

“Sempre tive na minha cabeça que vocês jornalistas criam coisas de vocês, vocês criam coisas malucas. Quando eu era menor, quando eu tinha 16 anos, eu via bastante rede social, não vou mentir. Ficavam me comparando com Vitor Roque, ficavam me comparando com Pelé. Vocês são malucos. Pelé foi o Pelé”, disse Endrick, na saída do estádio Kyle Field, onde o Brasil bateu o México por 3 a 2.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

“Vocês não devem ficar comparando com ninguém, pra mim isso é feio, e cada um tem sua história, sua realidade, da onde veio e o que passa para poder jogar. E vocês querem ficar comparando. É só deixar fazer história. Vocês brasileiros têm que apoiar a gente, estamos fazendo de tudo para vocês estarem com a gente. Voltar a assistir aos jogos do Brasil, a torcer, e é isso que a gente quer, e não as comparações”, afirmou ele.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

O atacante disse que cada jogador tem sua realidade e sua história. “Vários jogadores vieram de baixo, outros de berço de ouro, então é um pouco feio pra vocês ficarem comparando e é só desfrutar do futebol brasileiro”, completou o jovem, que fará 18 anos somente após a Copa América, em 21 de julho.

Antes de marcar contra o México, Endrick já havia deixado a marca dele diante de Inglaterra e Espanha, na Data Fifa de março. “Em relação a bater recordes, eu só quero jogar e ajudar a seleção. Não ligo para recordes. Agradeço a Deus cada minuto que eu passa aqui na seleção. E, a cada vez que eu piso no campo, é o meu parque de diversões.”

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

Publicidade