30 de maio de 2024 Atualizado 11:50

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Com 300 jogos pelo Palmeiras, Marcos Rocha pede ‘virada de chave’ por vaga na Libertadores

Por Agência Estado

14 de maio de 2024, às 21h32

Marcos Rocha minimizou o momento turbulento do Palmeiras, com a sequência ruim no Brasileirão, e pediu virada de chave por vaga nas oitavas de final da Copa Libertadores. O time de Abel Ferreira enfrenta o Independiente del Valle, do Equador, nesta quarta-feira, às 21h30, no Allianz Parque, pela quinta rodada do torneio.

“Quando se perde dentro de casa, gera uma desconfiança, um burburinho de fora para dentro do clube, mas nós, jogadores, comissão técnica e funcionários, estamos todos engajados em um só objetivo de fazer o melhor para o Palmeiras. O Abel sempre frisa que não venceremos todas e temos de estar preparados para as derrotas. Temos de olhar para dentro e ver o que precisamos melhorar para superar os nossos adversários. O importante é termos todos a cabeça tranquila e continuar trabalhando com bastante alegria, responsabilidade e comprometimento”, afirmou.

Segundo ele, é importante olhar para dentro e buscar evoluir. “Agora é virar a chave para a Libertadores, será um jogo importante dentro da nossa casa e com a possibilidade de estarmos na briga direta pela liderança geral. Espero que façamos um grande jogo, mas será difícil, contra uma equipe boa, que nos deu dificuldade no jogo da ida. Com o apoio do nosso torcedor, temos tudo para fazer um grande jogo”, completou.

Marcos Rocha recebeu nesta tarde a camisa comemorativa de 300 jogos, completados na vitória sobre o Liverpool-URU por 5 a 0, e uma placa das mãos do irmão, Matheus, e do sobrinho, Benjamin. O camisa 2 é um dos jogadores com mais títulos na história do Palmeiras: 12, ao lado de Weverton, Gustavo Gómez, Mayke, Dudu, Ademir da Guia e Junqueira.

“Estou bastante feliz e honrado pelos 300 jogos. Era uma das minhas metas dentro do clube. Além de ser campeão e jogar bem, queria chegar a essa marca. Acabou sendo na Libertadores, fazendo um grande jogo. Sou muito grato a todos do clube por me proporcionarem estar preparado para fazer o meu melhor dentro de campo. Tenho certeza de que com muito trabalho e dedicação temos muito ainda a acrescentar na história do Palmeiras”, disse.

O Palmeiras é o líder do Grupo F da Libertadores, com dez pontos, contra quatro de Independiente del Valle-EQU, San Lorenzo-ARG e Liverpool-URU.

Publicidade