16 de janeiro de 2021 Atualizado 19:36

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Má fase

Bruno Henrique pede desculpas por derrota: ‘Flamengo não está sem intensidade’

Por Agência Estado

08 jan 2021 às 16:00 • Última atualização 08 jan 2021 às 16:58

O clima ficou bastante ruim no Flamengo após a derrota de virada no clássico para o Fluminense na última quarta-feira. Dirigentes, conselheiros e torcedores mostraram indignação com a apatia da equipe em campo e cobraram mais vontade. O atacante Bruno Henrique pediu desculpas à torcida nesta sexta, defendeu o técnico Rogério Ceni e descartou morosidade e abatimento em campo.

“A intensidade dos treinos do Rogério (Ceni) é a mesma do Jorge Jesus. Desde quando o ‘Mister’ saiu, nós não tínhamos um treinamento e até mesmo um jogo em alta intensidade”, garantiu. “O nível de intensidade, de entrega, no treino e no jogo está sendo 100%. Não vejo que esteja faltando intensidade”.

O atacante garante, também, que há cobrança entre todos. E lamenta bastante o deslize que custou “encostar” no líder São Paulo. A distância permanece em sete pontos (56 a 49) e o Flamengo segue não dependendo de suas forças.

“A cobrança existe, dos jogadores depois do jogo, a direção da mesma forma está sempre cobrando, o Rogério também. Acabou escapando a vitória que estava nas nossas mãos. Mas a cobrança é existente todos os dias”, enfatizou o atacante, ainda incomodado com os 2 a 1 para o Fluminense. “O impacto é de tristeza porque o São Paulo estava perdendo e a gente ganhando. E, no final do jogo, acabou acontecendo uma virada. A gente acabou não conseguindo os três pontos”.

Sobre os torcedores, Bruno Henrique vê justamente nas arquibancadas vazias um motivo para a falta de resultados positivos. “Perdemos muito o fator torcida, a gente todo jogo entrava com 70 mil nos apoiando”, lamentou. “Hoje qualquer time que vem jogar contra o Flamengo não tem aquela pressão do torcedor de nos empurrar mais, de dar mais energia”.

Garantindo que quer fazer gols em todos os jogos, Bruno Henrique admite que ainda devendo futebol. “Sei que estou um pouco abaixo ainda, mas o que não falta para mim e nunca vai faltar é o empenho, a garra que eu sempre tive”, completou.

Publicidade