25 de junho de 2024 Atualizado 08:12

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Brasil tem uma vitória e uma derrota no Pré-Olímpico de boxe na Tailândia

Por Agência Estado

28 de maio de 2024, às 14h05

O brasileiro Wanderson de Oliveira, o Shuga, venceu sua segunda luta no Pré-Olímpico Final de boxe de Bangcoc, na Tailândia, nesta terça-feira e avançou às oitavas de final. Ele derrotou o zambiano Stephen Zimba, por decisão unânime e está a duas vitórias de garantir vaga olímpica na categoria até 71kg. Já Cleisson Charles (63,5kg) foi derrotado e se despediu da competição.

Shuga foi dominante contra Zimba. Medalhista de bronze no último Mundial, o brasileiro conseguiu impor sua superioridade e ganhou todos os rounds por decisão unânime. Na última parcial, quatro juízes anotaram 10 a 8. Garantido nas oitavas de final do torneio, Wanderson enfrentará na próxima fase o polonês Damian Durkacz, nesta quarta-feira.

Cinco vagas olímpicas estão em disputa na categoria até 71kg neste Pré-Olímpico. É preciso chegar à semifinal para conseguir a classificação para Paris-2024. Caso caia nas quartas de final, o brasileiro poderá disputar uma espécie de repescagem buscando a última cota da categoria.

Na categoria até 63,5kg, Cleisson Charles perdeu para o cubano Erislandy Alvarez e foi eliminado. O brasileiro perdeu o primeiro round, ganhou o segundo de acordo com dois árbitros, mas o cubano mais uma vez venceu o último round e levou o triunfo por decisão unânime.

Única brasileira na competição tailandesa, Viviane Pereira também está a duas vitórias de garantir a vaga em Paris-2024 na categoria até 75kg. Sua próxima luta será no sábado contra a nigeriana Patricia Adnma Mbata. Na estreia, a brasileira venceu a americana Naomi Graham, campeã no Pan de Lima-2019 e medalhista de bronze no Mundial de 2018.

O boxe brasileiro já tem dez vagas asseguradas nos Jogos Olímpicos de Paris-2024. Nove delas foram obtidas nos Jogos Pan-Americanos de Santiago-2023, com Caroline Almeida (50kg), Tatiana Chagas (54kg), Jucielen Romeu (57kg), Beatriz Ferreira (60kg), Barbara Santos (66kg), Michael Trindade (51kg), Wanderley Pereira (80kg), Keno Marley Machado (92kg) e Abner Teixeira (+92kg). A outra foi conquistada no primeiro Pré-Olímpico Mundial, por Luiz Oliveira (57kg).

Publicidade