21 de abril de 2024 Atualizado 08:10

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Botafogo sofre apagão no 1º tempo e perde para o Junior Barranquilla na Libertadores

Por Agência Estado

03 de abril de 2024, às 22h44

Com uma atuação sofrível no primeiro tempo, o Botafogo iniciou a fase de grupos da Libertadores com uma surpreendente derrota de 3 a 1 para o Junior Barranquilla, nesta quarta-feira, em pleno Engenhão, no Rio. Na partida, o time colombiano chegou a abrir 3 a 0 nos primeiros 45 minutos. No final, o lateral Hugo conseguiu descontar antes do intervalo.

O resultado coloca o Junior ao lado do Universitário com três pontos e uma vitória após a rodada inicial, no Grupo D. LDU e Botafogo vão ter que buscar a reabilitação na próxima rodada.

Os dois times voltam a jogar pela competição na semana que vem. Na terça-feira, o Junior-COL recebe o Universitário no estádio Metropolitano, em Barranquilla. Já o Botafogo visita a LDU na quinta-feira.

Logo no início do duelo, um lance polêmico. Em jogada pela direita, Enamorado tentou passar por Hugo dentro da área e a bola bateu na mão do jogador botafoguense, que estava com o braço colado ao corpo. Apesar da reclamação dos atletas brasileiros, o juiz Cristian Garay manteve a marcação.

Na cobrança, Carlos Bacca chutou rasteiro. Gatito Fernández ainda foi para a bola, mas não conseguiu pegar: 1 a 0 para o time colombiano com 12 minutos de partida.

O Botafogo se desarticulou com a desvantagem e quase levou o segundo. O Junior conseguiu uma roubada de bola na linha intermediária e Enamorado foi lançado pela direita. Ele entrou na área em velocidade e chutou cruzado. O tiro raspou a trave de Gatito Fernández.

O Botafogo foi para a pressão. Júnior Santos arriscou um arremate e obrigou o goleiro Mele a fazer boa defesa. Mas a busca desordenada pelo empate custou caro ao time carioca. Com espaços no ataque, o time colombiano apostou em uma investida pela esquerda e chegou ao segundo gol.

Chara fez o cruzamento e achou Enamorado pela direita. Ele passou pela marcação de Tiquinho Soares e cruzou para pequena área. Gabriel Fuentes conseguiu a conclusão e estabeleceu 2 a 0 aos 27 minutos.

O cenário se complicou ainda mais no final do primeiro tempo. Em nova roubada de bola, Carlos Bacca foi lançado livre rumo ao gol botafoguense. Sem marcação, ele teve tempo de driblar Gatito Fernández e fazer o terceiro, aos 40 minutos.

Na sequência, uma luz no fim do túnel. Alexander Barboza cruzou, Tiquinho fez o papel de garçom e serviu a Hugo, que bateu firme para diminuir o placar e recolocar o time carioca na partida.

No segundo tempo, com outra postura, e mais equilibrado, o Botafogo tentou se organizar para buscar, pelo menos, o empate. No entanto, o time carioca esbarrou em dois obstáculos: a catimba colombiana e a falta de inspiração ofensiva para furar a retranca adversária.

O interino Fabio Matias mexeu no time. Colocou Rafael na lateral direita para tentar dar mais profundidade pelos lados do campo e Luiz Henrique na frente para aumentar o poder ofensivo. O panorama de inércia ofensiva, no entanto, persistiu. A melhor chance do Botafogo foi um chute de Tchê Tchê, (outro que entrou no segundo tempo) da entrada da área, que passou próximo à trave aos 38 minutos.

Com todos os jogadores em seu campo de defesa no final do duelo, O Junior Barranquila sustentou o 3 a 1 até o apito final e impôs ao Botafogo uma inesperada derrota nesta primeira rodada da fase de Grupos.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 1 X 3 JUNIOR-COL

BOTAFOGO – Gatito Fernández; Mateo Ponte (Rafael), Lucas Halter, Alexander Barbosa e Hugo; Marlon Freitas (Romero), Gregore (Tchê Tchê)e Eduardo (Jeffinho); Tiquinho Soares, Savarino (Luiz Henrique) e Júnior Santos. Técnico: Fabio Matias interino).

JUNIOR – Santiago Mele; Walmer Pacheco, Ceballos, Jermein Peña e Gabriel Fuentes; Didier Moreno, Victor Cantillo (Bocanegra), Caicedo (Herrera) e Enamorado (Albornoz); Chará (Martínez) e Carlos Baca (Pérez). Técnico: Arturo Reyes.

GOLS – Carlos Bacca, aos 12, Gabriel Fuentes aos 27, Carlos Bacca aos 40, e Hugo, aos 42 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS – Tiquinho Soares (Botafogo); Walmer Pacheco, Ceballos e Albornoz (Junior Barranquilla).

ÁRBITRO – Cristian Garay (CHI).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Engenhão, no Rio (RJ).

Publicidade