25 de junho de 2024 Atualizado 18:19

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Atenas ‘pega fogo’ após vitória do Olympiacos sobre Fiorentina e 1º título europeu grego

Por Agência Estado

30 de maio de 2024, às 16h52

A conquista de primeiro título europeu da história do Olympiacos, e consequentemente também da Grécia, provocou grande comemoração em Atenas, após a vitória por 1 a 0 sobre a Fiorentina com um gol na prorrogação da final da Liga Conferência, na quarta-feira. A torcida virou a noite celebrando em bela festa em vermelho e branco na cidade.

O técnico do Olympiacos, José Luis Mendilibar, garantiu o segundo título europeu consecutivo depois de vencer a Liga Europa com o Sevilla na temporada passada. “É uma honra ter feito todas essas pessoas felizes, sinto imensa alegria e felicidade por ter feito as pessoas se sentirem assim e dedico isso a elas”, disse.

“Conseguimos algo que o nosso clube nunca conseguiu antes. Vamos celebrá-lo e celebrá-lo como deveríamos. Então começaremos a trabalhar no que vem a seguir.” Dezenas de milhares de torcedores do Olympiacos participaram de celebrações barulhentas em toda a capital grega depois de participarem de festas ao ar livre.

Jovens acenderam sinalizadores na cidade portuária de Pireu, perto de Atenas, onde a equipe está sediada. O ala-pivô do Milwaukee Bucks Giannis Antetokounmpo, fã do Olympiacos, estava entre os presentes que comemoraram no estádio.

Ayoub El Kaabi deu o final dramático ao jogo, mergulhando para marcar um gol no último suspiro no segundo tempo da prorrogação, com os torcedores comemorando após uma longa espera por uma verificação do VAR por impedimento.

“Louvado seja Deus, prometemos aos nossos apoiadores que faríamos isso e fizemos”, disse El Kaabi. O atacante marroquino marcou aos 11 minutos do segundo tempo da prorrogação e caiu de joelhos enquanto esperava para ver se o gol seria validado.

El Kaabi terminou como o melhor marcador da competição com 11 gols em apenas nove jogos nas eliminatórias, quebrando um recorde da UEFA que detinha juntamente com Cristiano Ronaldo, Karim Benzema e Radamel Falcao. Cada um deles marcou 10 vezes na fase eliminatória de uma única temporada.

O gol decidiu um jogo que parecia destinado à disputa de pênaltis após um encontro enérgico, mas sem riscos, na AEK Arena, e condenou a Fiorentina e seu técnico Vincenzo Italiano à segunda derrota consecutiva na final da Liga Conferência, depois de perder no ano passado para o West Ham.

Publicidade