21 de abril de 2021 Atualizado 10:05

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Andrey Rublev mantém grande fase e conquista o título do ATP 500 de Roterdã

Por Agência Estado

07 mar 2021 às 17:22 • Última atualização 07 mar 2021 às 18:40

O russo Andrey Rublev continua em grande fase no circuito profissional da ATP. Neste domingo, o tenista de 23 anos e atual número 8 do mundo conquistou o título do ATP 500 de Roterdã, na Holanda, disputado em quadras rápidas, depois de superar o húngaro Marton Fucsovics, 59.º colocado, por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/4) e 6/4.

Este é o oitavo título de Rublev na carreira, sendo o primeiro na temporada 2021. Além disso, conquistou o quarto ATP 500 seguido. Essa série começou no ano passado em Hamburgo, na Alemanha, e também inclui os títulos de São Petersburgo (Rússia) e Viena (Áustria), em 2020, e também agora em Roterdã.

Com 20 vitórias consecutivas em torneios desse nível, deixou para trás o espanhol Rafael Nadal (19) e o sérvio Novak Djokovic e o argentino Juna Martin del Potro (17 cada) e se aproxima das marcas do britânico Andy Murray (21) e do suíço Roger Federer (28).

Apesar da conquista, Rublev permanecerá no oitavo lugar do ranking da ATP, que será atualizado nesta segunda-feira. Já Fucsovics, que está com 29 anos e veio do qualifying, voltará ao Top 50. A melhor marca da carreira do húngaro, que tem um título e dois vices no circuito profissional, foi o 31.º lugar em 2019.

ARGENTINA – Maior favorito na disputa do ATP 250 de Buenos Aires, Diego Schwartzman fez valer toda a sua experiência e conquistou o quarto título na carreira, sendo o primeiro em casa. O argentino dominou do início ao fim a decisão local contra Francisco Cerundolo, 137.º do ranking e campeão na semana passada do ATP 250 de Córdoba, e venceu por 2 sets a 0 – com parciais de 6/1 e 6/2, em 1 hora e 20 minutos.

Schwartzman é apenas o quinto argentino a ser campeão do tradicional torneio, que é disputado desde 2001. Os outros campeões da casa haviam sido Guillermo Coria em 2004, Gaston Gaudio em 2005, Juan Monaco em 2007 e David Nalbandian em 2008. O jogador de 28 anos e atual número 9 do mundo já havia batido na trave em 2019, quando ficou com o vice na capital argentina.

Apesar do título, Schwartzman permanece na nona posição do ranking mundial. Já Cerundolo dará um salto na lista a ser divulgada. Com suas sete vitórias seguidas em Buenos Aires, aparecerá no 112.º lugar.

FEMININO – A grande semana de Clara Tauson no WTA 250 de Lyon, na França, terminou da melhor maneira possível neste domingo. Vinda do qualifying, a dinamarquesa de 18 anos e 139.ª do ranking venceu seu sétimo jogo seguido sem perder sets e conquistou seu primeiro título na elite. Ela superou na final a suíça Viktorija Golubic, número 130 do mundo, por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/1.

O título em Lyon vai levar Tauson ao grupo das 100 melhores do mundo. A dinamarquesa liderou o ranking mundial juvenil em 2019, ano em que também venceu o Aberto da Austrália da categoria. A tenista também recoloca a Dinamarca na primeira página do ranking pouco mais de um ano depois da aposentadoria da ex-número 1 do mundo Caroline Wozniacki, ainda aos 29 anos.

Publicidade