Programação do ‘Cena Bárbara’ conta com 18 espetáculos gratuitos

Atrações gratuitas serão apresentadas em diversos locais da cidade, como no CEU das Artes, Centro Cultural e Estação Cultural


A Secretaria de Cultura e Turismo de Santa Bárbara d’Oeste divulgou a programação completa da mostra teatral “Cena Bárbara”, que ocorre de 21 a 29 de setembro. Além de apresentações de espetáculos de grupos barbarenses e de outras cidades da região, haverá também oficinas de formação para profissionais da área. Todas as atrações do evento são gratuitas.

A mostra vai levar encenações para vários pontos da cidade, como o Teatro Municipal “Manoel Lyra”, CEU das Artes, Centro Cultural e Biblioteca “Profº Léo Sallum”, Praça Central, Área de Bem Estar e Lazer “Edgard Balam”, no Conjunto Roberto Romano, Estação Cultural, Anfiteatro Municipal “Detinha Dagnoni” e Parque dos Ipês.

Já as oficinais acontecem em dois dias diferentes: no dia 23, das 19h30 às 22 horas, haverá a oficina “Escuta do corpo e Presença Cênica”, com Jussara Miller, no CEU das Artes, e no dia 28, das 8 às 17 horas a oficina de “Campo De Visão”, com Marcelo Lazaratto, no “Léo Sallum”. As inscrições para ambas estarão abertas até dia 20 de setembro.

A mostra “Cena Bárbara” é realizada pelo Grupo Di Atus e conta agora com execução da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, por meio do ProAC ICMS, e Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo.

Confira a programação completa:

– Dia 21 (sábado)

10h30 – MELODRAMAS DE PICADEIRO – Rabugentos Cia Teatral (Praça Central)

A peça começa como se o circo estivesse retomando a segunda parte do show, após o intervalo para venda de doces, refrigerantes e lembranças. Os atores se propõem a apresentar um melodrama intitulado Coração Partido, no mais puro gênero circo teatro. Do improviso dos artistas cobrindo ausência dos atores tradicionais, os figurinos, cenário e trilha sonora, tudo remete a forte comicidade com apelo popular.

20 horas – ELDORADO – Eduardo Okamoto (CEU das Artes)

Acompanhado por uma “Menina”, um cego busca encontrar o que nenhum homem pôde jamais: Eldorado. Tudo se resume nisto: era uma vez um homem que procura. Nos tempos e lugares da viagem, haja espaço para humanidades – travessia. “Eldorado” encena a história que usualmente se desconta: descartada à primeira vista. O espetáculo nasce da observação da realidade, da interação com construtores e tocadores de rabeca, instrumento de arco e cordas, parecido com o violino, presente em muitas manifestações da cultura popular do Brasil.

– Dia 22 (domingo)

10h30 – A CARAVANA DOS PÁSSAROS ERRANTES – Grupo Nômade (Estação Cultural) | Classificação: 12 anos

O espetáculo reconta a história real de uma caravana cigana de passagem pelo Piauí em 1913, que, depois de um desentendimento com um poderoso comerciante, uma volante policial é chamada para persegui-los. Os ciganos agora terão que fugir do ódio e do preconceito se quiserem manter sua liberdade, mas o que eles não esperavam encontrar pelo caminho é uma antiga lenda guardada por séculos.

Foto: Sander Newton_Divulgação
‘Os sapatos que deixei pelo caminho’ será encenada no CEU das Artes

20 horas – OS SAPATOS QUE DEIXEI PELO CAMINHO – Teatro do Kaos (CEU das Artes)

As aventuras e desventuras de Poim, personagem em Oeiras/PI. O apelido define o “mirradinho, pouquinho de gente”, vindo à luz em maio de 1964. A dramaturgia criada em processo colaborativo tem viés biográfico. Pontua a trajetória do menino/moço/adulto em seus laços de família afrouxados pela morte do pai, seguido da migração da mãe do nordeste para o sudeste. O abuso na infância, o preconceito devido à origem e à afirmação de sua sexualidade são alguns dos conteúdos expressados.

– Dia 23 (segunda-feira)

10 horas – CASULO – Cia Arte-Móvel (Teatro Municipal “Manoel Lyra”)

Gabriel e sua avó são felizes no campo de girassóis. Mas um vento forte leva tudo para longe. No mesmo instante a avó segue para uma travessia sem volta. Gabriel não entende. No entanto uma fabulosa borboleta, sua fiel amiga desde os tempos de lagarta, o guiará numa inacreditável jornada. Talvez o garoto não encontre a avó, mas a borboleta garante que esta viagem será uma grande aventura dentro de si.

19h30 às 22 horas – OFICINA: ESCUTA DO CORPO E PRESENÇA CÊNICA com Jussara Miller (CEU das Artes) – inscrição prévia

– Dia 24 (terça-feira)

8h30 – MALABARINDO – MB Circo (Área de Bem-Estar e Lazer “Edgard Balam” – Praça do Romano)

Um espetáculo de variedades circenses para toda família, onde as confusões de Polenta tiram a paciência de Tico e provocam gargalhadas da plateia.

14 horas – HISTORIETA – Cia Gramelô (Centro Cultural e Biblioteca “Léo Sallum”)

O Imperador manda anunciar que todas as crianças do reino devem comparecer ao palácio mediatamente. Como está muito velho, ele precisa de um sucessor. Quem herdará seu trono? Como fazer essa escolha? Já que o Imperador gosta muito de flores, resolve deixar as flores escolherem! Cada uma das crianças recebe uma semente especial e aquele que provar que fez o melhor possível dentro de um ano, será o novo Imperador.

20 horas – VIAGEM TEMPORAL – Grupo de Teatro Mirabolantes (Centro Cultural e Biblioteca “Léo Sallum”)

Já pensou se todo o conhecimento que você tivesse da história da humanidade não passasse de uma grande mentira? Toda História pode ser melhorada ou modificada pelo seu narrador. É o que mostra esta comédia, onde a história da humanidade é contada e recontada, na visão dos enviados do Tempo. Partindo da criação da Terra, passando pelas maiores catástrofes tanto naturais quanto humanas, até os dias de hoje. Não nos responsabilizamos pelo choque de realidade que o espetáculo possa vir a causar.

– Dia 25 (quarta-feira)

10 horas – ROLANDO CAUSOS – Cia Xekmat (Anfiteatro “Detinha Dagnoni”)

Através de diferentes cenas e divertidos personagens regionais são recontadas histórias do interior e da zona rural, resgatado o verdadeiro sentido das tradições. Uma construção de cena com a participação dos dois “caipiras” Zé Lari e Zé Larai, resolvendo as dificuldades do viver em família utilizando o humor de causos engraçados, diferentes ou de assombrar. Boas histórias e risadas do começo ao fim.

14 horas – CIRCUS A NOVA TOURNÉE – Cia Circo de Bonecos (Teatro Municipal “Manoel Lyra”)

Ganhador do Prêmio APCA 2000, como Melhor Espetáculo de Animação, CIRCUS A Nova Tournée encanta e desperta a ludicidade em todas as idades, criando uma atmosfera de cumplicidade com a plateia. Esta linguagem reflete o cuidado plástico impresso pelo artista Claudio Saltini. Na montagem a palavra é substituída pelo gesto do clown e pela trilha musical circense.

20 horas – ANDÊMOS – Gato Coletivo Artístico (CEU das Artes)

O espetáculo costura três narrativas de migrações: Tereza e Inácio fogem para viver um romance; Francisca se desloca com a filha pequena, em um momento em que pessoas deixam o campo; Rafaela retrata o momento atual, no qual a relação tempo / espaço é comprimida pelo uso de aviões, celulares e outras tecnologias. Em comum, o deslocamento. A peça ainda traz toda a trilha sonora e sonoplastia executadas ao vivo, com mais de 10 instrumentos no palco.

Foto: Edgar Machado_Divulgação
Peça ‘Expresso Caracol’ será apresentada no dia 26

– Dia 26 (quinta-feira)

14 horas – EXPRESSO CARACOL – Cia dos Pés (CEU das Artes)

Um teatro ambulante, que carrega a beleza da dança clássica e a magia do circo. O Expresso Caracol monta o palco e traz a poesia e o riso para um passeio. Artistas que carregam a vida e o espetáculo na mesma estrada. Um encontro divertido com obras clássicas.

Foto: Divulgação
“Mazzaropi: um certo sonhador” será encenada pela Cia Arte das Águas

20 horas – MAZZAROPI – UM CERTO SONHADOR – Cia Arte das Águas (Teatro Municipal “Manoel Lyra”)

Uma trupe ambulante chega cantando a vida e a obra do eternizado artista popular Amácio Mazzaropi. Ao deparar-se com a história encontram a si mesmos. Este ir e vir entre a vida do artista e a realidade dos atores traz à cena um jogo poético, cantado, arrebatado e arrebatador que leva a conhecer o artista consagrado, mas principalmente ao artista adormecido em cada um de nós.

– Dia 27 (sexta-feira)

14 horas – MUNDO REDONDINHO – Grupo Gatos Gordos (Teatro Municipal “Manoel Lyra”)

Terra Plana é um reino no meio do mundo, governado pela rainha E. Norma e o rei Pierre Dondo, que prezam a harmonia e a paz de seu povo. No aniversário de 12 anos a princesa Isabola recebe um misterioso presente do Rei Medo e da Rainha Intolerância do reino da Discórdia. Sua mãe quer que ela devolva o pacote, mas a princesa insiste em ficar com ele em segredo. O presente cresce e acaba gerando uma crise de brigas e disputas em Terra Plana. E agora? Será que Isabola abandonará seu presente?

20 horas – AS PATACOADAS DE CORNÉLIO PIRES – Grupo Andaime (Teatro Municipal “Manoel Lyra”)

O Andaime volta o olhar para a obra de Cornélio Pires, genuinamente paulista, enraizada na figura mais representativa e autêntica de nossa cultura popular – o caipira. A montagem mescla recursos cênicos com elementos autênticos do folclore e da cultura popular. O processo de criação do grupo evoluiu para a ampliação da visão do teatro folclórico, direcionando-o para a identificação de elementos arquetípicos independentemente de regionalismos e peculiaridades. Um espetáculo narrativo musicado.

– Dia 28 (sábado)

8 às 17 horas – OFICINA CAMPO DE VISÃO com Marcelo Lazaratto (Léo Sallum) – inscrição prévia

20 horas – ESTADO DE SÍTIO – Cia Teatral Controvérsias (Teatro Municipal “Manoel Lyra”) | Classificação: 16 anos

Após os maus presságios pela passagem de um cometa, uma cidade passa a ser governada pela Peste que, usurpando o poder de uma líder inerte, instaura o Estado de Sítio e cria um regime burocrático, esvaziado de sentido e dominado pelo medo. A vida dos cidadãos é submetida ao império da Peste e para se libertarem será preciso resistir ao medo que se tem dela acreditando que, assim como a aparição do cometa, a situação instaurada é uma força histórica e passageira.

– Dia 29 (domingo)

9h30 – ENCONTRO DE PARTILHA – “A importância dos Festivais no interior” com Toninho do Valle (Centro Cultural e Biblioteca “Léo Sallum”). Não é necessária inscrição prévia.

16h30 – FUZURUFAFA BAFAFAZURU – Rosa dos Ventos (Parque dos Ipês)

A trama é uma brincadeira cheia de presepadas de palhaço e que resgata as matrizes da linguagem cômica e cênica do Grupo. Apresentado no mais alto astral e estilo rueiro, com músicas, sonoplastias e muito improviso, FuzuruFafá BafafáZuru exibe a identidade cômica dos palhaços do Rosa dos Ventos em cenas e números do circo popular brasileiro.

20 horas – TRAVESSIA – Grupo Tecelagem (CEU das Artes) | Classificação: 12 anos

O espetáculo se ambienta no sertão de Minas Gerais onde um grupo de vaqueiros partem para uma travessia conduzindo a boiada da fazenda até o vilarejo. Em cada parada conta-se uma história. A narrativa aponta um olhar poético sobre a vida do sertanejo. Sua relação fantástica com o boi que tem afetos e remorsos, a dimensão do amor sublimado e cultivado em silêncios, a dor da saudade e do pai que se aventura nas margens do rio que não para, de longas beiras. Nas voltas que o mundo dá.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora