26 de fevereiro de 2021 Atualizado 12:53

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Literatura

Procura-se escritor: Prêmio Sesc de Literatura recebe inscrições

Podem concorrer escritores sem nenhum livro publicado nas categorias conto ou romance; a participação é gratuita

Por Marina Zanaki

26 jan 2021 às 08:45 • Última atualização 26 jan 2021 às 09:00

Procura-se escritor inédito, que tenha um livro engavetado pronto para ser publicado por uma editora de circulação nacional. O anúncio, que pode parecer um sonho para muitos aspirantes a escritor, é real e está com inscrições abertas.

O Prêmio Sesc de Literatura recebe até o dia 19 de fevereiro originais de romances ou livros de contos. O vencedor em cada categoria será publicado pela Editora Record, com tiragem inicial de 2 mil exemplares.

O principal requisito para concorrer é que o autor seja inédito, sem nenhum livro publicado na categoria em que estiver inscrito.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site www.sesc.com.br/premiosesc, onde também está disponível o edital com as regras.

“O processo de curadoria e seleção das obras é criterioso. Os livros são inscritos pela internet, gratuitamente, protegidos por pseudônimos. Isso impede que os avaliadores reconheçam os reais autores, evitando favorecimento. Os romances e contos são avaliados por escritores profissionais renomados, que selecionam as obras pelo critério da qualidade literária”, garantiu a organização do prêmio.

O principal objetivo do concurso é oferecer oportunidades a novos autores, renovar o panorama literário brasileiro e enriquecer a cultura nacional.

“Vamos para a 18ª edição, e apesar de estarmos ainda na pandemia, seguimos fortes com todo o processo e planejamento para revelar novos escritores. A premiação foi criada em 2003 e se consolidou como a principal do país para autores iniciantes. No ano passado, foram inscritos 1.358 livros, sendo 692 romances e 666 contos”, disse o analista de Literatura do Departamento Nacional do Sesc, Henrique Rodrigues.

Trajetória
Desde a criação do prêmio em 2003, mais de 16 mil livros foram inscritos e 31 novos autores foram revelados.

No ano passado, os vencedores foram Caê Guimarães, do Espírito Santo, na categoria Romance, por “Encontro você no oitavo round”, e Tônio Caetano, do Rio Grande do Sul, na categoria Conto, por “Terra nos Cabelos”.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

“Encontro você no oitavo round” apresenta uma narrativa que trata de redenção: um pugilista se debate entre um incômodo zumbido e a memória de outra ocupação antes de se dedicar ao boxe. Dias antes da sua última luta, ele conhece uma jornalista disposta a desvendar o que o fez tomar o caminho dos ringues.

No volume de contos “Terra nos cabelos”, de Tônio Caetano, são trilhados diferentes percursos da mulher na sociedade, envolvendo questões que abordam o mundo do trabalho, o primeiro beijo, ritos de iniciação e as violências externas e internas submetidas ao sexo feminino.

Publicidade