18 de junho de 2024 Atualizado 18:20

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cultura

No elenco de ‘Família é Tudo’, Juliana Paiva celebra incursão pelo drama na pele da intensa Electra

Por CAROLINE BORGES_TV PRESS

26 de maio de 2024, às 15h34

Planejamento e organização sempre orientaram as ações de Juliana Paiva ao iniciar um trabalho. A atriz, porém, viu essas questões ganharem novas formas ao integrar o elenco de “Família é Tudo”, atual novela das sete. Na pele da injustiçada Electra, Juliana teve pouco tempo entre as preparações e o início das gravações. Com isso, sem poder mergulhar previamente na personagem, ela está desbravando a jovem Electra a cada dia em que entra nos estúdios.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Filha do terceiro casamento de Pedro, papel de Paulo Tiefenthaler, Electra perdeu a mãe muito cedo e foi criada como filha pela quinta esposa do pai, Nanda, de Ana Carbatti. Era alegre e extrovertida até sofrer um grande revés: foi acusada de tentar matar seu namorado, Luca, vivido por Jayme Matarazzo. Fora da cadeia, quer recomeçar a vida e, acima de tudo, provar que foi vítima de uma injustiça. “Ela fica presa por cinco anos por algo que não fez. Ela pulsa por justiça, pelo resgate de uma vida e pelo amor da vida dela que foi arrancado. Mas há pontos solares em meio a tanta sombra. É uma personagem que pega pelo coração a indústria da justiça porque poderia acontecer com qualquer um. Imagine se fosse com você”, questiona.

Em “Família é Tudo”, você reedita uma parceria com o autor Daniel Ortiz e o diretor Fred Mayrink. Como tem sido esse reencontro com a equipe?

Nós fizemos uma novela muito linda juntos. A personagem de “Salve-se Quem Puder” veio num momento muito importante da minha vida, em que eu também estava passando por uma espécie de furacão emocional, com a passagem do meu pai. E a personagem viveu no furacão físico e com suas questões emocionais. Luna me motivou muito artística e pessoalmente, então eu tenho um carinho afetivo muito grande pelo Daniel e Fred.

A trama da Electra envolve muitos mistérios. De que forma você enxerga o enredo da personagem?

Electra é uma personagem muito forte, vítima de uma emboscada, que colocou tudo o que ela conhecia em xeque. Ela está em busca de justiça, de retomada de um tempo perdido, do que foi tirado dela. Está em busca de resgatar sua família, seu amor. Mas apesar do que aconteceu, não se vitimiza. Ela tem força suficiente para lutar contra tudo e todos e dar a volta por cima e também vai em busca da união para essa família desagregada. A história da Electra exige muito de mim.

De que forma?

É uma personagem muito densa dramaturgicamente, algo emocionalmente bem diferente do que eu já fiz. Tem muita cena de desespero de um passado que o público não vai conhecer 100%. Exige muito de mim. Estou explorando uma vertente dramática nova na tevê. Tinha transitado por esse drama, mas ainda não tinha me aprofundado tanto na televisão. É bem diferente de tudo que eu vinha experimentando.

Todos esses mistérios da personagem podem enveredar para uma vilania mais à frente?

Acho que o dilema dela é sobre justiça e vingança. Imagina ficar cinco anos presa injustamente? Tem muita revolta, né? A vida de todo mundo andou e ela precisa correr atrás de retomar a vida. Muitas decepções. Claro que você pode se perder nessa luta por justiça e se transformar em vingança. A Electra, por enquanto, não é vilã.

A trama de ‘Família é Tudo’ aborda as relações familiares, o afeto. Como é a relação com sua família?

Família, para mim, é tudo mesmo, é a nossa base, o nosso porto seguro, a nossa raiz, o nosso legado, os nossos valores. Graças a Deus, eu tive a sorte de ter pais muito parceiros, presentes e na minha casa nunca teve tabu para absolutamente nada. Eles sempre respeitaram também a minha individualidade. Eu, sendo ser humano, independentemente de uma criação, mas, ao mesmo tempo, me passando todos os valores necessários para que eu pudesse ser uma pessoa do bem e conviver com os tipos mais diversos de pessoas e situações que eu viria a encontrar na minha vida.

Instantâneas

A atriz também gravou a série “Sutura”, original Prime Vídeo. O projeto ainda não tem previsão de estreia.

A partir de 3 de junho, Juliana também poderá ser vista na reprise de “Malhação 2012”, que vai ao ar no Viva.

Publicidade