09 de maio de 2021 Atualizado 19:15

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cultura

Juliano Lobreiro estreia em ‘Filhas de Eva’

Carioca, o artista iniciou sua formação aos 12 anos; também já se encarregou de fazer sonoplastia, assistência de produção, contrarregragem e produção

Por TV Press

21 abr 2021 às 08:14

Juliano Lobreiro faz sua estreia na telinha aos 19 anos. O carioca interpreta o jovem Gui em ‘Filhas de Eva’, obra exclusiva do Globoplay, que teve seu lançamento em março.

Na série, o ator dá vida a um rapaz de 18 anos, sonhador, e com muita coragem de ir atrás de seus objetivos sem medo de se expor. Artista e personagem compartilham o mesmo sonho: viver da melhor forma as fases da vida.

Juliano tem como inspiração Rodrigo Santoro, Lázaro Ramos, Wagner Moura e Bruno Gagliasso – Foto: Carlo Locatelli / Divulgação

“Ansioso para ver o resultado e poder conhecer ainda mais o meu próprio trabalho”, revela Juliano, que estreia com o pé direito, ao lado de grandes nomes da dramaturgia brasileira, como Renata Sorrah, Giovanna Antonelli e Vanessa Giácomo: “É uma satisfação enorme, sou muito grato por ter tido a oportunidade de participar desse projeto tão incrível”.

A trama acontece sob o olhar de três protagonistas femininas, fortes e independentes e, ao mesmo tempo, diferentes umas das outras. E logo no primeiro episódio, seus caminhos são entrelaçados e seus dilemas ganham forma. A luta das mulheres por seu próprio espaço vai bem além das telinhas: “Como homem, preciso estar disposto a ouvir, aprender e apoiar”, analisa o ator.

“É de extrema importância que eu reconheça os privilégios que tenho e que eu me esforce para desconstruir qualquer herança machista que eu possa ter. Além de ser um direito humano fundamental, a igualdade de gênero é a base para construção de uma sociedade justa”, completa.

Inspirações e bagagem artística

Na busca por personagens que o desafiem como ator, Juliano tem como inspiração Rodrigo Santoro, Lázaro Ramos, Wagner Moura e Bruno Gagliasso. Nos palcos, já atuou em peças como “Santa Disciplina”, “Sonho de Uma Noite de Verão” e no musical “Suspiro Colegial”.

O artista também tem vivência nos bastidores. Por trás dos holofotes, Juliano já se encarregou de fazer sonoplastia, assistência de produção, contrarregragem e produção: “Foi uma experiência muito boa, ganhei mais intimidade com o ambiente do teatro, fiz amizades e pude entender melhor a importância de cada profissional”.

Para ‘Filhas de Eva’, a preparação foi intensa. Juliano teve o apoio para gravações com profissionais que o ajudaram desde o teste, passando pela criação do personagem até o desempenho nas cenas finais. “Estou muito empolgado, o tema abordado é muito importante e dará bons frutos para nossa sociedade”, explica.

COMO TUDO COMEÇOU

A paixão pela atuação e pela arte começaram muito cedo, enquanto Juliano ainda acompanhava os desenhos na TV: “Acreditava nas histórias e pensava que todos os personagens existiam e sentia muita vontade de participar disso”.

No momento em que ele descobriu o papel do ator na sociedade, não houve mais dúvidas: “Acho incrível como um personagem pode impactar a vida de um telespectador, e como o ator tem a chance de viver outras vidas e tirar lições e aprendizados dessas vivências”.

Mesmo com a estreia da série, Juliano continua estudando para outros projetos futuros: “Busco continuar evoluindo cada vez mais como ator para participar de outros projetos tão incríveis como Filhas de Eva”.

E como todo ator, os sonhos do jovem são infinitos: “Seria especial para mim poder contracenar com Fernanda Montenegro, Renata Sorrah, Lima Duarte ou Ary Fontoura”.

Publicidade